Meio Ambiente

Design biofílico: Como integrar elementos da natureza a decoração de ambientes

Na decoração mais do que a beleza, elementos naturais proporcionam bem estar também para a psique

diario da manha

Um pequeno vislumbre de elementos naturais já causa alívio cerebral, dando uma pausa para o cérebro de toda a loucura urbana. O crescimento vertical das cidades e a rotina corrida dos dias atuais têm feito com que as pessoas mudem para os grandes centros, se distanciando da natureza, tão necessária para o ser humano. Tal comportamento tem transformado a forma com as que as pessoas adornam suas casas. Agora, mais do que nunca, está em alta inserir a natureza na decoração.

O design biofílico trata justamente disso, projetar ambientes que aumentem a conexão das pessoas com a natureza, seja ela verdadeira ou não. No uso de plantas propriamente ditas, paletas e materiais naturais como pedras, madeiras, linho ou bambu, a natureza é sempre bem vinda, além de proporcionar aconchego e beleza ao ambiente.

“Hoje, a casa da gente tem que ser mais humana que o mundo lá fora, porque é onde recarregamos nossas energias. Elementos da natureza podem ser usados em todos os ambientes, inclusive nos quartos e de diferentes formas”, explica a arquiteta Adriana Mundim.

A especialista exemplifica o decorado Full Bueno, empreendimento da Terral Incorporadora e Tapajós Engenharia onde o tema escolhido para o quarto da menina foi o bosque, onde o verde é predominante. “Fizemos um bosque de uma forma lúdica com os pinheiros e instalamos vários varões para pendurar brinquedos e para dar ainda mais vida, colocamos trepadeiras fakes”, destaca.

Mundim usou na cabeceira da cama do casal um porcelanato que imita limestone, caracterizado por apresentar rusticidade natural, toque aveludado e pouco brilho. “Este material só encontramos na Europa, por enquanto. Se você não tocar, não consegue distinguir entre o natural e o fake. Quando falamos em pedra, as pessoas logo pensam em algo rústico, mas essa, em especial, tem característica de ambientes muitos contemporâneos na Europa”, explica.

A sala é o ambiente com maiores possibilidades de integração. A natureza pode estar representada na madeira dos móveis, nos metais e até mesmo nas almofadas de linho. “No decorado usamos uma prateleira de latão e na parede de pedra travertino platinum, que fica sofisticada sem ficar rústica”, frisa.

Crédito das fotos: Ralph Justo

Comentários