mundo

Google divulga carta aberta contra o atual texto do PL 2630/20

o Google publicou uma carta se posicionando contra o Projeto de Lei das Fake News, que foi aprovado em junho de 2020 pelo Senado, visando contribuir no combate a desinformação

diario da manha

Nesta sexta-feira,11, o Google publicou uma carta se posicionando contra o texto atual do PL 2630/20, o Projeto de Lei das Fake News, que foi aprovado em junho de 2020 pelo Senado, visando contribuir no combate a desinformação, “Em seu texto atual, o PL 2630 impõe uma série de obrigações que deixariam as ferramentas de busca menos seguras para todos e mais suscetíveis a abusos e fraudes.”

“O projeto de lei exige que sejam divulgadas informações minuciosas sobre como nossos sistemas funcionam, entre elas detalhes sobre a base de treinamentos de sistemas e métodos usados para melhorar nossos serviços, monitorar violações e tomar medidas de fiscalização, o que prejudicaria significativamente nossa capacidade de combater abusos e spam e proteger nossos usuários de golpes”, acrescenta o Google

De acordo com o Google, o Projeto de Lei no texto não ajuda a combater a Fake News, “Divulgar esse tipo de dado não ajudará na luta contra a desinformação. Ao contrário, oferecerá a agentes mal-intencionados um “guia” sobre como contornar as proteções dos nossos sistemas.”

No texto, o Google finaliza se posicionando sobre o acesso a conteúdos jornalísticos, “o texto inclui uma obrigação de pagamento pelo “uso” de “conteúdo jornalístico”, sem definir o que seria este “uso” ou o que seria “conteúdo jornalístico”. 

“Da maneira como está escrito, o texto pode significar coisas diferentes, o que por si só já representa uma falta de clareza sobre efeitos práticos dessa proposta e suas possíveis consequências negativas”, relata.

“Ninguém quer que as notícias falsas se espalhem na web e, como plataforma de tecnologia, investimos continuamente em ferramentas de transparência e em ações para combater a desinformação e trabalhamos de maneira incansável com a sociedade civil, governos e empresas jornalísticas para enfrentar esse desafio juntos. Essa é uma prioridade para nós e estamos determinados a ser parte da solução contra a desinformação.”, finaliza o Google. 

*Com informações do IGN

Leia também:

Comentários