mundo

Rússia aumenta cerco a Kiev

Ataques aéreos causaram mortes em pelo menos duas cidades entre a noite de terça e a madrugada de quarta, enquanto tropas russas continuavam a avançar pelo país

diario da manha
Foto: Reprodução

A Rússia aumentou o cerco a Kiev e deve intensificar a ação militar para tentar tomar a capital da Ucrânia nas próximas horas. Enquanto isso, o centro de Kharkiv voltou a ser intensamente bombardeado pela artilharia russa na manhã desta quarta-feira, dia 2 (madrugada pelo horário de Brasília). Ataques aéreos causaram mortes em pelo menos duas cidades entre a noite de terça e a madrugada de quarta, enquanto tropas russas continuavam a avançar pelo país. Segundo militares russos, Kherson, no sul da Ucrânia, foi tomada.

Em meio às críticas do presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, sobre a escalada dos ataques em áreas urbanas populosas – o que foi definido por Zelenski como “uma campanha flagrante de terror” -, bombardeios russos mataram pelo menos 21 pessoas e feriram mais de 110 apenas em Kharkiv, segunda maior cidade do país, nas últimas 24 horas, de acordo com o governador regional Oleg Synegubov. Áreas residenciais e o prédio da administração regional foram atingidos por mísseis russos, segundo os ucranianos.

Relatos da imprensa da Ucrânia apontam que alertas sobre ataques aéreos foram emitidos durante toda a madrugada em diferentes cidades do país. Em Kiev, Chernihiv, Sumy, Pyryatyn, Myrhorod e Dnipro, os moradores foram aconselhados a buscar abrigo. (Com agências internacionais).

Leia também:

Comentários