mundo

Rússia bombardeia fábrica de mísseis e anuncia novos ataques a Kiev

Duas semanas após a retirada das tropas russas da região, e a primeira investida desde o fim de março.

diario da manha
Complexo militar e industrial de Vizar, no subúrbio de Kiev - Foto: Fadel Senna / AFP

Nesta sexta-feira (15), a Rússia voltou a bombardear os arredores da capital ucraniana, Kiev, e anunciaram uma nova ofensiva em toda a área.

Na madrugada foram ouvidas explosões nos arredores da cidade por moradores da capital, e há pontos sem internet.

O ministério anunciou que, “o número e a frequência de ataques com mísseis a instalações em Kiev aumentará” em resposta ao que Moscou chama de “sabotagem de forças ucranianas em território russo”.

O Ministro da Defesa Russa disse que ter atacado com mísseis de cruzeiro uma fábrica de mísseis que fica no complexo militar e industrial de Vizar, em Vyshneve, no subúrbio de Kiev. 

Este bombardeio aconteceu depois do navio russo Moskvá foi atingido no Mar Negro, segundo Kiev, o navio foi atingido por um míssil ucraniano. Moscou nega e alega que um acidente com munições próprias danificaram o navio.

Nesta sexta-feira (15), a Ucrânia atacou mais de 20 prédios e uma escola em um vilarejo no sudeste da Rússia próximo à fronteira, segundo a agência de notícias russa Tass. Na quinta-feira, 14, o governo da cidade russa de Belgorod, a 40 quilômetros da fronteira, afirmou que tropas ucranianas também fizeram ataques na região.

Comentários