Opinião

José Eliton é o melhor futuro político para Goiás

diario da manha

Marlúcio Pereira Especial para  Opiniãopública

Durante o processo sucessório de 2010 quando o advogado José Eliton ainda no DEM havida sido escolhido para compor a chapa majoritária com o então candidato ao governo, Marconi Perillo ouviu se infinitas críticas sobre seu perfil político, em sua maioria, observações ácidas, que não o intimidou e era certo que a resposta não tardaria.
Da nossa parte nunca duvidamos da sua capacidade e vocação política. Costumo dizer que o homem público nato se percebe logo na sua maneira de se expressar e firmeza nas palavras. Ao nos aproximarmos de José Eliton fomos apanhados por um sentimento de que estávamos diante de um grande líder político e não nos restava dúvida de que Marconi Perillo tinha feito a decisão certa de escolher um parceiro com as credenciais necessárias para lhe ajudar a construir um Goiás melhor.
Ao separar política da ciência, o filósofo Max Weber dizia que o homem político apaixona-se, luta, tem um princípio de responsabilidade de pensar as consequências de seus atos. Logo após sua eleição como vice-governador do Estado fomos percebendo que tais características eram bem peculiares de um líder que estava nascendo. Jovem, competente, sábio e pronto para defender os anseios da coletividade.
Os verdadeiros líderes servem uns aos outros. A Bíblia diz em Lucas 22:25 “Ao que Jesus lhes disse: Os reis dos gentios dominam sobre eles, e os que sobre eles exercem autoridade são chamados benfeitores.” Assim se fez, logo após a posse, José Eliton se colocou à disposição para contribuir com o desenvolvimento de Goiás. Mais que isso, aprendeu com nosso grande líder Marconi Perillo como promover as transformações necessárias quando o povo é o principal alvo.
Desde que comandou o Executivo estadual pela primeira vez, Marconi implementou uma nova forma de administração diferenciada que colocou Goiás no cenário nacional do desenvolvimento social e econômico. Tudo começou pela máquina pública que de fato engrenou para a excelência no atendimento ao povo.
Iniciativa que alicerçou outras áreas como a saúde e a educação que deram um salto histórico de qualidade, conseguimos a melhor nota do Ideb brasileiro e a nova forma de administração dos nossos hospitais pelas OS’s trouxe mais humanização aos pacientes. Marconi também desburocratizou a forma de se fazer segurança pública, aproximando o povo goiano das polícias, apoiando e incrementando as políticas de investigação, sem esquecer da valorização do servidor, valorização esta que chegou a todas as esferas da administração estadual.
Ao passo que Goiás crescia nestas áreas, nossa economia foi se consolidando na contramão do cenário nacional, com a geração de empregos e aumento da nossa produção, da indústria da transformação ao agronegócio.
Centros culturais como o Oscar Niemeyr, a Vila Cultural Cora Coralina e o fomento de vários projetos também demonstraram o respeito de Marconi a nossa cultura e aos artistas goianos. No esporte também tivemos grandes avanços como a reforma do Autódromo Internacional de Goiânia, o Centro de Excelência do Esporte, que está em fase final de construção e apoio a diversos eventos esportivos em todo Estado.
Portanto são infinitas ações que formam um legado chamado Marconi Perillo. Goiás quer mais, muito mais e a última eleição demonstrou que não podemos permitir o retrocesso. É bem sabido que no pleito de 2018, Marconi não poderá disputar a sucessão estadual, por isso é chegada a hora de escolhermos um nome como o de José Eliton, que já deu demonstração que aprendeu bem a lição e tem o perfil ideal para continuar o trabalho iniciado por Marconi.
José Eliton conhece todos os cantos deste imenso Estado, procura visitar as lideranças políticas de todos os municípios, é um madrugador e não tem preguiça de vistoriar as imensas obras deste governo.
Enquanto muitos marcavam presença no final dos eventos políticos, nas carreatas das últimas eleições, ele queimou a pele de sol a sol em cima dos veículos de campanha, abraçando, saudando o povo por onde passava da criança ao idoso. Portanto não nos resta dúvida que precisamos pensar em um sucessor para Marconi Perillo que pensa no povo, tem cheiro de gente e que já foi testado e aprovado. Como secretário de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação mais uma vez ele demonstra que está maduro para mais este desafio. Precisamos antecipar este debate para que as escolhas erradas não deixem cicatrizes irreparáveis em nosso imenso Goiás.

(Marlúcio Pereira, deputado estadual pelo PTB)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 22:23

Brasília – Prazo de validade vencido

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar