Opinião

“O segredo na maleta”

Simião Mendes,Especial para Diário da Manhã

diario da manha

 

Amanda preparava os bifes com olhos vidrados e trêmulas mãos que não se importavam com o óleo quente que nelas respingava. Eram 19hs, horário que o marido, o respeitável doutor Gustavo costumava chegar para logo em seguida, sair para alguma reunião com sua maleta de couro que naqueles 25 anos de casados ela nunca ousou tocar. Mas o telefonema daquela tarde iria mudar tudo. Ele chegou e como sempre, a beijou com lábios frios e deu um breve “oi” para o filho que sempre respondia com uma mistura de medo e respeito, desde o dia em que o pai o flagrou nu com um primo, situação que lhe rendeu a surra que o deixou de cama por uma semana e marcas internas que jamais se curaram com o passar do tempo. Enquanto o marido se lavava, ela delicadamente abriu a maleta. O que viu confirmou o que aquela voz grave no celular havia dito: ele estava tendo um caso. Um caso com aquele homem que fazia ameaças caso Gustavo o largasse. Embasbacada, voltou para a cozinha, terminou o jantar temperando dois dos três bifes com o veneno que guardava na última gaveta da estante. Foi até o quarto, escreveu com letras apressadas um bilhete para o filho onde dizia o que havia descoberto e justificando o que estava prestes a fazer. Ao voltar, a mesa já estava posta. Gabriel, garoto sempre prestativo. O marido saiu do banho, ela o fitou brevemente. Comeram calados. De repente, a ficha caiu! Como não se atentou!!! Já prevendo a desgraça que havia cometido, perguntou ao filho se este tinha pego o bife que estava na frigideira ou um dos dois que estavam separados na mesa. A confirmação veio com uma tosse seguida de outra tosse, desta vez de Gustavo e, em questão de segundos, os dois estavam cuspindo sangue sobre a louça branca e os talheres. Amanda, em choque, se levantou e caminhou rumo a sacada. O céu estava bonito naquela noite, estrelado como há muito tempo ela não via. Cessados os grunhidos de agonia, ela respirou fundo, tirou a aliança do dedo e se lançou no ar.

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 22:23

Brasília – Prazo de validade vencido

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar