Opinião

Qualificação e ampliação do atendimento em saúde: uma meta constante em Anápolis

João Gomes ,Especial para Opinião Pública

diario da manha
Doctor completing on medical card. Isolated on a white.

 

 

O maior gargalo da administração pública brasileira é, sem dúvida, o atendimento em Saúde. Questões como qualidade, rapidez no atendimento e a relação proporcional de unidades e profissionais por habitante representam um desafio para todas as esferas de gestão. A ausência de uma legislação que defina claramente responsabilidades, a exemplo do que ocorre com a Educação, é ainda um do multiplicador destas dificuldades.

No entanto, a missão de um gestor compromissado com a causa pública coletiva e a otimização dos serviços prestados à população deve estar acima destas vicissitudes e de qualquer sorte de empecilhos, sejam técnicos ou legais. Em Anápolis, temos realizado um trabalho intenso e constante para a geração de melhorias na Saúde. Temos consciência, por exemplo, que nosso município é um ponto de apoio para as cidades vizinhas. Somos, direta e indiretamente, responsáveis pelo atendimento em Saúde para pacientes de mais de 50 municípios, o que nos credencia e nos caracteriza como referência a toda a população que diariamente se desloca a Anápolis em busca de consultas e atendimentos em geral.

Para atender a nossa demanda interna e também para colaborar no desenvolvimento de nossos vizinhos é que temos realizado este trabalho que começa com a valorização dos profissionais da área. Entendemos que o profissional bem qualificado e motivado é a chave para chegarmos à excelência. Além disto, temos também dado o foco necessário na ampliação da rede, tanto na construção e reforma de unidades de Saúde como também na contratação de novos profissionais.

Desde o início desta semana, por exemplo, lançamos o edital para a contratação de profissionais de Saúde. São diversas vagas para auxiliar de saúde bucal, cirurgião dentista, educador físico, nutricionista, médico e técnico de enfermagem. O objetivo é um só: aumentar o número de profissionais a fim de gerar agilidade e mais opções de locais para que os pacientes sejam atendidos. A descentralização da Rede Municipal de Saúde é um item primordial para o conforto do cidadão.

Desde 2009, já contratamos por seleção ou através de concursos públicos mais de três mil profissionais da Saúde. E é pela prática sistematizada que oportunizamos a ampliação de toda a rede de cobertura. Queremos seguir elevando o ritmo destas ações a fim de equilibrar as demandas à capacidade de atendimento. Compreendemos que temos um trabalho de atualização e contextualização destes investimentos, que há muito ficaram em débito com a cidade.

O trabalho de reconhecimento do trabalhador também é fundamental para a aquisição de um novo patamar no padrão de atendimento. Por isto temos uma política arrojada e clara de valorização salarial. No último mês concedemos um reajuste superior a 9% nos vencimentos. Mais do que cumprir a lei, temos buscado fontes para motivar e premiar os nossos servidores a fim de que este procedimento reverbere na boa qualidade de trabalho junto à população.

Alguns dados mostram que estamos no caminho certo. Somente em 2014, atingimos a marca de 1 milhão de atendimento através do Sistema Único de Saúde exclusivamente em nossa rede municipal. O destaque de todas as unidades é a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas. Inauguração em nossa gestão em julho do ano passado, o hospital é um dos mais procurados pela população. A unidade tem realizado uma média de 14 mil atendimentos mensais, dentre consultas médicas, consultas odontológicas, consultas de enfermagem, exames, dentre outros serviços.

Além disto, medidas estratégicas como o lançamento do Mapa da Saúde foram decisivas para facilitar o cidadão na localização dos serviços e dos endereços mais próximos de suas demandas em atendimento. O Mapa é uma ferramenta online na qual é possível encontrar os profissionais das unidades de saúde 24 horas escalados todos os dias e seus respectivos horários de trabalho.

Com tantos resultados positivos, ainda estamos longe do que consideramos ideal e nos cobramos diariamente compreendendo que há muito a se fazer. Os resultados positivos, os dados estatísticos e o retorno da população somente nos encoraja e motivo a fazer mais pela Saúde de Anápolis e de toda a região.

 

(João Gomes, prefeito de Anápolis)

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 22:23

Brasília – Prazo de validade vencido

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar