Opinião

A reforma protestante e o espírito do capitalismo

diario da manha

Nes­te ano, co­me­mo­ram-se os qui­nhen­tos anos de um acon­te­ci­men­to que mu­dou os ru­mos da his­tó­ria do cris­tia­nis­mo no mun­do: a Re­for­ma Pro­tes­tan­te. Fa­le­mos um pou­co de­la.

Li­de­ra­da por um in­te­lec­tu­al en­ga­ja­do em po­lê­mi­cas fi­lo­só­fi­cas e te­o­ló­gi­cas, o ale­mão Mar­ti­nho Lu­te­ro, a re­for­ma pro­tes­tan­te con­tes­tou, em su­as 95 tes­es, im­por­tan­tes va­lo­res do ca­to­li­cis­mo nos tem­pos do Pa­pa Le­ão X. Lu­te­ro cri­ti­cou a ven­da de in­dul­gên­cias co­mo for­ma de re­mis­são dos pe­ca­dos. Pa­ra ele, o cris­tão de­via co­nec­tar-se di­re­ta­men­te com o cri­a­dor me­di­an­te a ora­ção e pa­la­vra de Deus ex­pres­sa na Bí­blia. So­men­te a fé em Deus le­va­ria à sal­va­ção dos se­res hu­ma­nos.

As dis­tin­tas ti­po­lo­gi­as do pro­tes­tan­tis­mo ma­te­ri­a­li­zam-se, nos di­as de ho­je, em vá­ri­as ra­mi­fi­ca­ções. São elas: Pres­bi­te­ri­a­nos, Ba­tis­tas, Ana­ba­tis­tas, As­sem­bleia de Deus, Ad­ven­tis­tas, en­tre ou­tras de­no­mi­na­ções, mas to­das têm, ape­nas, uma ori­gem co­mum: a Re­for­ma Pro­tes­tan­te.

A in­flu­ên­cia des­se mo­vi­men­to mu­dou a ma­nei­ra pu­ni­ti­va co­mo era vis­ta a ri­que­za ori­un­da do tra­ba­lho. Nes­se sen­ti­do, os es­tu­dos do gran­de so­ci­ó­lo­go con­ter­râ­neo de Lu­te­ro, Max We­ber, evi­den­ci­am a di­re­ta cor­re­la­ção (até en­tão des­co­nhe­ci­da) en­tre a éti­ca pro­tes­tan­te e o es­pí­ri­to do ca­pi­ta­lis­mo. A par­tir daí, a ri­que­za ori­un­da do tra­ba­lho ho­nes­to não se cons­ti­tu­ía em pe­ca­do. Pas­sa­va, ali­ás, a ser uma vir­tu­de. Não é por aca­so que on­de o ca­pi­ta­lis­mo mais pros­pe­ra? Es­ta­dos Uni­dos, Su­í­ça, Ale­ma­nha são na­ções nas qua­is im­pe­ra a éti­ca pro­tes­tan­te.

As idei­as re­vo­lu­ci­o­ná­rias con­ti­das na Re­for­ma Pro­tes­tan­te que tan­to me­xe­ram com os pi­la­res do ca­to­li­cis­mo não te­ri­am pros­pe­ra­do sem o apoio po­lí­ti­co. No ca­so de Lu­te­ro, o apoio foi da­do pe­los prín­ci­pes ale­mã­es. Ou­tro fa­tor que in­flu­en­ciou no su­ces­so que te­ve o pai do pro­tes­tan­tis­mo re­la­ci­o­na-se com a vi­da pri­va­da des­se re­for­ma­dor. Ele, ao ca­sar com Ca­ta­ri­na Von Bo­ra, sen­tiu a in­flu­ên­cia de­la em sua vi­da. A es­po­sa do re­for­ma­dor tor­nou-se a se­gun­da pes­soa mais im­por­tan­te da re­for­ma. Sua ha­bi­li­da­de no tra­to com os ne­gó­ci­os da fa­mí­lia e com a sa­ú­de fí­si­ca e men­tal de Lu­te­ro (que so­fria de de­pres­são) mu­ni­ciou o es­pí­ri­to do re­for­ma­dor em tor­no de sua cau­sa. Cau­sa que se mos­tra ca­da vez mais vi­va após 500 anos. Bas­ta ob­ser­var a con­si­de­rá­vel ex­pan­são dos evan­gé­li­cos em paí­ses, até en­tão, emi­nen­te­men­te ca­tó­li­cos, co­mo é o ca­so do Bra­sil.

 

(Sa­la­ti­el So­a­res Cor­reia, en­ge­nhei­ro, ba­cha­rel em Ad­mi­nis­tra­ção de Em­pre­sas, mes­tre em Pla­ne­ja­men­to Ener­gé­ti­co. É au­tor, en­tre ou­tras obras, de Chei­ro de Bi­bli­o­te­ca)

 

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais