Opinião

“O dia da mentira bem no dia da verdade = Páscoa”

diario da manha

Se­rá que a Men­ti­ra exis­te ape­nas  na Meia Ver­da­de? Se vo­cê pen­sa que o Di­a­bo é o Pai da Men­ti­ra, tra­te de re­pen­sar os seus con­cei­tos, igual eu ‘re­pen­sei’ atra­vés das pa­la­vras do meu ami­go En­ge­nhei­ro e Pr Pau­lo no do­min­go pas­sa­do (25/03/2018)… Já faz tem­po que o Di­a­bo ga­nhou o ró­tu­lo do Pai da Men­ti­ra, mas nin­guém dá con­ta que, de fa­to ele pra­ti­ca é a Meia Ver­da­de ou a Meia Men­ti­ra no ato de­le con­fun­dir to­dos nós os hu­ma­nos. Is­so mes­mo, pa­ra cei­far a al­ma dos ho­mens e das mu­lhe­res de bem, o Di­a­bo usa até da Bí­blia no pro­pó­si­to de­le ao me­nos ‘ten­tar’ cei­far a vi­da de nós os hu­ma­nos… Foi as­sim (usan­do as pa­la­vras de den­tro Bí­blia), que o Di­a­bo, em pes­soa, ten­tou en­ga­nar o pró­prio Je­sus no au­ge dos 40 di­as em je­jum / no au­ge da fra­gi­li­da­de hu­ma­na do Deus que se fez car­ne… Mas o nos­so Je­sus res­pon­deu ca­da Meia Ver­da­de do Di­a­bo com a Ver­da­de Ver­da­dei­ra e Ab­so­lu­ta na pon­ta da lín­gua De­le… Que bo­ba­gem é es­sa al­guém ‘pen­sar’ nós e Je­sus que­re­mos um pão nas­ci­do da pe­dra?… Que bo­ba­gem foi aque­la do Di­a­bo di­zer Mei­as Ver­da­des ao ofe­re­cer tu­do pra Je­sus na sim­ples tro­ca do pró­prio Je­sus se co­lo­car de jo­e­lhos di­an­te de­le (o Di­a­bo)? Nos meus no­vos con­cei­tos O DI­A­BO dei­xou de ser o Pai da Men­ti­ra pra ele se tor­nar o Pai da Meia Ver­da­de? …ou tal­vez o Pa­pai da Meia Men­ti­ra? Sim, nos meus no­vos con­cei­tos o Di­a­bo ou Sa­ta­nás ago­ra é o Pai da Meia Ver­da­de, en­quan­to que Je­sus mais do que nun­ca é a pró­pria ver­da­de igual to­do mun­do es­tá can­sa­do de ler na Bí­blia! Ló­gi­ca in­con­tes­tá­vel que, des­de que Adão até ho­je, só Je­sus “fa­lou e agiu” na ver­da­de que tão so­men­te Ele foi, é, e sem­pre se­rá! …em con­tra­par­ti­da, ca­da um de nós e ne­nhum ou­tro hu­ma­no con­se­guiu ser na­da além de Uma Meia Ver­da­de, e pon­to! …quei­ra ou não, ex­clu­in­do Je­sus, ca­da ser hu­ma­no não pas­sa, e nun­ca pas­sou, de Ser Uma Meia Men­ti­ra Am­bu­lan­te, até mes­mo nes­te dia 01 de abril vi­vi­do sem­pre em 24 ho­ras… Se o Di­a­bo é o Pai da Men­ti­ra, a me­nos fa­mo­sa Mãe Da Men­ti­ra se­ria a Ra­ça Hu­ma­na? Se­rá que nós os hu­ma­nos não so­mos pra­ti­can­tes das Mei­as Ver­da­des que so­mos e vi­ve­mos no dia a dia? …é cla­ro que sim, pois até den­tro da Bí­blia fo­ram mui­tos os ver­da­dei­ros mes­tres em ‘di­vul­gar’ a car­ne hu­ma­na se va­len­do da Meia Ver­da­de pa­ra so­bre­vi­ver aqui na ter­ra. Quem é que não se lem­bra do epi­só­dio on­de Abra­hão co­lo­cou a es­po­sa Sa­ra co­mo sua ir­mã, ao in­vés de apre­sen­tá-la co­mo a es­po­sa que de fa­to ela ‘tam­bém’ era? Sim, o nos­so Abra­hão pra­ti­cou a Meia Men­ti­ra pa­ra sal­var a pró­pria vi­da, e deus per­mi­tiu! …e é cla­ro que Deus per­mi­te “mui­ta gen­te” usan­do a brin­ca­dei­ra de ‘men­tir’ no 1° de abril de to­dos os anos, não é mes­mo? Usan­do o ar­ti­fí­cio “da men­ti­ra” ao ba­bar na pró­pria bar­ba, o Rei Da­vi tam­bém se sa­fou da mor­te quan­do aden­tra­va na sa­la do Rei Ini­mi­go Fi­lis­teu… Sim, o gran­de Rei Da­vi usou da “meia men­ti­ra” ao se pro­por no  pa­pel do Fal­so Doi­do que ba­ba­va no por­tal da sa­la dos Fi­lis­teus… Me­lhor pro Da­vi foi men­tir no pa­pel do Doi­do Vi­vo, do que amar­gar a ‘ver­da­de’ de um Rei Mor­to e en­tre­gue na mão do ini­mi­go. Vol­to a lhes di­zer que no dia 25/03/2018, o meu ami­go En­ge­nhei­ro e Pas­tor Pau­lo Jr fez mui­ta gen­te ver (ou me fez), na pró­pria fa­ce de Meia Ver­da­de em Cris­to que eu sou, e to­dos nós so­mos! …e is­so me fez re­fle­tir so­bre es­te Atu­al Dia Da Men­ti­ra que, des­ta vez, co­in­ci­diu com o Do­min­go da Pás­coa. Do­min­go de Pás­coa, ou o do­min­go do Re­nas­cer, ou o do­min­go da Ver­da­de ca­in­do lo­go no 1° de abril tão fa­mo­so na ‘men­ti­ra’? Is­so mes­mo, es­se 1° de abril de 2018 re­caiu lo­go no Do­min­go da Pás­coa Ver­da­de Ver­da­dei­ra do Úni­co Mes­si­as que Deus res­sus­ci­tou den­tre os mor­tos? …uma re­a­li­da­de vi­va de que a Ver­da­de res­sus­ci­ta pa­ra uma eter­ni­da­de, ao pas­so que a Men­ti­ra vai aca­bar fa­da­da ao es­que­ci­men­to do “na­da” igual o pó! Con­clu­são: Que ca­da um de nós te­nha es­te 1° de abril de 2018 co­mo o Dia Da Nos­sa Ver­da­de Com o Nos­so Pró­xi­mo! …o dia da nos­sa Ver­da­de com o Nos­so Deus ca­rac­te­ri­za­do na pró­pria fa­ce do nos­so pró­xi­mo! Que a par­tir des­te abril de 2018, em to­do dia após dia, ha­ja o sig­ni­fi­ca­do da Ver­da­de Ver­da­dei­ra! Que até mes­mo o Bra­sil co­me­ce a ser um Bra­sil Ver­da­de, ao in­vés des­se Bra­sil Men­ti­ra que a La­va Ja­to (e o Sér­gio Mo­ro) nos re­ve­lou! Pa­ra ‘apru­mar’ o Bra­sil, ca­da um de nós vai pre­ci­sar se ves­tir co­mo um dis­cí­pu­lo, ou mes­mo um imi­ta­dor de Je­sus? Ca­da um de nós pre­ci­sa ser um dis­cí­pu­lo da Ver­da­de Ver­da­dei­ra pra gen­te dei­xar de pra­ti­car “a Meia Ver­da­de”, que em re­a­li­da­de nós sem­pre “te­mos si­do” em ca­da sol? Con­clu­são Fi­nal: …de mi­nha par­te eu ‘apro­vei­tei’ es­te do­min­go de Pás­coa pa­ra eu es­tar lon­ge de cho­co­la­tes, e da Mei­as Men­ti­ras sem­pre nos ti­ran­do do fo­co de “não en­gor­dar” e de pra­ti­car a pás­coa do ‘re­nas­cer’ a ca­da dia… vo­cê já ‘re­nas­ceu’ nes­te dia de ho­je, e sem al­gu­ma Meia Ver­da­de se va­len­do co­mo as su­as Mei­as Men­ti­ras di­re­cio­na­das de vo­cê pa­ra vo­cê mes­mo(a)? Sim, che­ga dos Di­as Das Men­ti­ras on­de a Pás­coa não se fa­ça re­nas­cer ao la­do do sol de ca­da dia! Che­ga de tan­ta Meia Ver­da­de nos ilu­din­do du­ran­te to­da a nos­sa exis­tên­cia! …de mi­nha par­te, a par­tir des­te abril, eu que­ro cur­tir o meu pró­prio um­bi­go uni­do com o um­bi­go de al­guém (‘al­guéns’), ao meu la­do! …che­ga de Di­as Da Men­ti­ra em to­do 1° de abril, ou em qual­quer ou­tro dia do ano! …che­ga de tan­to Dia De Meia Ver­da­de den­tro de mim mes­mo, den­tro de mi­nha fa­mí­lia, den­tro de nos­sa so­ci­e­da­de, e den­tro do nos­so Bra­sil… Bra­sil on­de to­dos os úl­ti­mos 365 di­as va­le­ram igua­is a 365 di­as de Pu­ra Men­ti­ra, Pu­ra Men­ti­ra, Pu­ra Men­ti­ra, e da Men­ti­ra Mais Pu­ra!… Que to­dos nós te­nha­mos um fe­liz res­tan­te de 2018, e com a Fe­li­ci­da­de Ver­da­dei­ra que to­dos nós bem me­re­ce­mos!

 

(Car­los Abra­hão Ge­brim. En­ge­nhei­ro Car­los Abra­hão Ge­brim e AGO­PE-TUR (As­so­cia­ção Go­i­a­na de Pe­des­tres e de Tu­ris­tas em Go­i­â­nia))

tags:

Comentários