Opinião

Outubro Rosa: amor próprio é se cuidar

diario da manha

A Cam­pa­nha Ou­tu­bro Ro­sa a qual co­nhe­ce­mos so­bre o aler­ta e pre­ven­ção do cân­cer de ma­ma é co­nhe­ci­da por to­dos nós. E além de ser­vir co­mo um mês de ori­en­ta­ção é ne­ces­sá­rio en­ten­der que quem cu­i­da de si pre­ser­va tam­bém o amor pró­prio, que mui­tas ve­zes não é en­si­na­do des­de a in­fân­cia. A pre­vi­são pa­ra 2018, se­gun­do o Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Cân­cer Jo­sé Alen­car Go­mes da Sil­va – Inca, é de 59.700 no­vos ca­sos.

Es­te nú­me­ro é bas­tan­te as­sus­ta­dor, mas na­da que uma boa ori­en­ta­ção às mu­lhe­res quan­to à de­tec­ção pre­co­ce, prin­ci­pal­men­te ao se to­car após o ba­nho é fun­da­men­tal. O Inca ori­en­ta que a do­en­ça po­de ser iden­ti­fi­ca­da em fa­se ini­ci­al tor­nan­do as chan­ces de cu­ra e tra­ta­men­to evi­den­ci­a­das. Mui­tas ações es­tra­té­gi­cas es­tão sen­do fei­tas pe­la ca­pi­tal e é es­sen­cial que a mu­lher tam­bém pro­cu­re um mé­di­co pa­ra uma cor­re­ta ava­li­a­ção de qual­quer sus­pei­ta.

Quan­do co­me­ça­mos a nos amar, nos­so bem mais pre­ci­o­so é a sa­ú­de. E o mês che­ga pa­ra sa­li­en­tar to­do es­te pro­ces­so de des­co­ber­ta do cor­po, pre­o­cu­pa­ção de co­mo con­du­zir a vi­da atra­vés da pre­ven­ção no cui­da­do com o pe­so cor­po­ral, evi­tan­do a obe­si­da­de e apri­mo­ran­do a mas­sa mus­cu­lar ma­gra, uma ali­men­ta­ção sa­u­dá­vel no car­dá­pio do dia a dia, além da prá­ti­ca de exer­cí­cios que nos aju­dam tan­to fi­si­ca­men­te quan­to es­pi­ri­tual­men­te.

Os prin­ci­pa­is sin­to­mas iden­ti­fi­ca­dos pe­lo Inca são de apa­re­ci­men­to de nó­du­lo (ca­ro­ço), pe­le da ma­ma aver­me­lha­da, re­tra­í­da ou co­mo cas­ca de la­ran­ja, al­te­ra­ções no bi­co do pei­to (ma­mi­lo), pe­que­nos nó­du­los nas axi­las ou pes­co­ço e sa­í­da de lí­qui­do anor­mal nas ma­mas. Se vo­cê, en­quan­to mu­lher, ob­ser­vou qual­quer si­nal di­fe­ren­te ou sin­to­ma em seu cor­po o ide­al é pro­cu­rar um mé­di­co por­que es­ta é a de­ci­são mais cor­re­ta de amor e cui­da­do con­si­go mes­ma.

Tor­ne es­te cui­da­do di­á­rio, men­sal, anual por­que quan­do se tra­ta de amor não po­de­mos dei­xar pa­ra lá ou de­pois. Co­nhe­ça al­gu­mas ações prá­ti­cas que es­tão sen­do re­a­li­za­das em Go­i­â­nia:

*Sa­ú­de ce­le­bra Ou­tu­bro Ro­sa – Hos­pi­tal Es­ta­du­al Al­ber­to Ras­si – HGG

Mu­ti­rão de re­cons­tru­ção ma­má­ria

Da­ta: 27 de ou­tu­bro

*ACCG – Hos­pi­tal Araú­jo Jor­ge

*Se­cre­ta­ria de Es­ta­do de Sa­ú­de – Sa­ú­de ce­le­bra Ou­tu­bro Ro­sa

 

(Ca­ro­li­ne San­ta­na, jor­na­lis­ta es­pe­cia­lis­ta em As­ses­so­ria de Co­mu­ni­ca­ção e Marke­ting)

tags:

Comentários

Mais de Opinião

27 de outubro de 2018 as 21:44

A estratégia de Pedro

27 de outubro de 2018 as 21:18

Bom dia, Brasil

26 de outubro de 2018 as 21:35

As propostas de Bolsonaro

26 de outubro de 2018 as 21:34

Ensaio sobre a criação do espaço

26 de outubro de 2018 as 21:33

Um amor de Goiânia

26 de outubro de 2018 as 21:32

Brasil e totalitarismo

26 de outubro de 2018 as 21:07

Esses corregedores do CNJ são uma piada

26 de outubro de 2018 as 21:00

O voo do DM

26 de outubro de 2018 as 20:57

Casos de câncer de mama sobem no País

26 de outubro de 2018 as 20:53

O Brasil pede socorro à CNBB!

26 de outubro de 2018 as 20:49

O direito de sonhar

26 de outubro de 2018 as 20:47

O STF legisla demais