diario da manha
Denise Carvalho, Ex-deputada estadual pelo PC do B

Com dezenas de participantes e mais de 20 intervenções muito qualificadas de ambientalistas, ativistas, lideranças políticas, pré-candidatos e pré-candidatas, realizamos a segunda roda de conversa de nossa pré-campanha ao Senado sobre os desafios do resgate das políticas ambientais no Brasil e em Goiás.

Um quadro vivo da atual realidade foi traçado: esvaziamento dos órgãos públicos, cortes de recursos e de programas, perseguição a servidores, desrespeito constante à legislação ambiental, desmonte de órgãos de controle social e assim por diante. Um enorme absurdo!

O Brasil, que pode ter papel decisivo para o enfrentamento da crise ambiental planetária, cumpre hoje um papel antagônico à vida com este governo federal negacionista e predatório. Contra a comunidade científica mundial, persegue todos que alertam para as mudanças climáticas e para a necessidade de criarmos formas de viver em harmonia com o meio ambiente e não contrárias ao equilíbrio. Só falam em “passar a boiada” sobre a legislação ambiental, atacam os povos indígenas e as reservas de proteção e favorecem a proliferação de todo tipo de bandidagem pelo país. Acabam com nosso solo e nossas águas, jogam a população mais vulnerável em situação de fome e abandono a tragédias ambientais de grande proporção, destroem comunidades inteiras na mesma velocidade com que desmontam as instituições de preservação ambiental.

Nossa Roda de Conversa foi preciosa. Entendemos que devemos buscar um novo modelo de produção para o país, que não seja tão imediatista e predatório como este que temos hoje, apoiado na monocultura concentradora de riquezas, usuária de veneno e focada na produção para exportação. Precisamos de mais apoio à agricultura familiar, à agroecologia, à produção de alimentos de verdade. Precisamos de fomento às tecnologias que preservem as matas em pé e cuidem das águas como bem comum.

Mas, antes de tudo, precisamos barrar a barbárie que se instalou no Palácio do Planalto e em focos por todo o país, este atraso que prejudica qualquer tipo de solução econômica, política, social e ambiental para nossa gente.
Centenas de propostas foram elencadas e em breve serão transformadas em plataforma para nossa ação no Senado e junto ao governo de Lula em 2023. A Esperança falou alto! Vamos adiante!!!

Comentários