Politica

Cresce o número de pessoas vulneráveis nas ruas de Gyn

O número do desemprego no Brasil, inédito e nada alvissareiro, assusta não tanto pela volatilidade do mercado, inclusive o mercado mundial, mas pela total ineficiência do governo federal

diario da manha

O número do desemprego no Brasil, inédito e nada alvissareiro, assusta não tanto pela volatilidade do mercado, inclusive o mercado mundial, mas pela total ineficiência do governo federal, que não conseguiu até o momento e não vislumbra nenhuma estratégia para a minimização dos efeitos negativos na economia brasileira. Com uma economia fraca, com altos índices que levam a um processo inflacionário e recessivo, o que se vê hoje nas ruas é o aumento crescente de uma massa vulnerável, esfomeada e sem condições de adquirir seus alimentos. Nas ruas, nos semáforos de Goiânia, um exemplo claro, cresce o número de pessoas em busca de esmolas e sem condições de se alimentar. Não é raro encontrar mãe, com filha ou filho no colo, pedindo ajuda aos motoristas para a sua sobrevivência. Dói no coração observar a inércia do governo federal, ver que o Ministério da Economia, absoluto na Capital Federal, não faz nada, absolutamente nada, para mudar essa realidade. E o pior de tudo, o Brasil, ainda continua sendo um País com a maior carga tributária do mundo…

Café da Manhã

Tiro errado

Em Goiás, o ex-presidente Lula (foto) trama contra a candidatura à reeleição do governador Ronaldo Caiado. Pelo jeito, sem sucesso algum, já que Caiado caminha para fazer um grande leque de coalizão, até com o MDB.

Primeiro turno
Caiado, mais uma vez, deve vencer no primeiro turno e ir para seu segundo mandato. Lula e companhia vão ficar só na vontade de derrotar Caiado, um dos principais opositores do então presidente, quando este exerceu seus dois mandatos.

Passo atrás
Países como os EUA, Japão, China e Austrália estão recuando em sua volta ao ‘novo normal’ diante da grande letalidade da variante indiana Delta.

Coronavac
Um empresário pediu à justiça para tomar a terceira dose da vacina contra a Covid. O juiz negou, afirmando que o autor não tem base científica em seu pedido.

Estatística
É fato, mesmo com todo tipo de campanha e o endurecimento das leis brasileiras, aumentou-se e muito o número de casos de violência contra as mulheres e crianças. Algo que dá medo.

Possibilidade
A ideia do presidente Jair Bolsonaro é, aos poucos, ir fritando a liderança política do vice-presidente Hamilton Mourão, que pode disputar o Senado.

Medo
Uma coisa é certa. Os bares de Goiânia estão cheios, mas as igrejas, a maioria evangélica, ainda ressentem da falta de fiéis, que temem a contaminação.

Silêncio
O ex-ministro Sérgio Moro pode disputar as eleições presidenciais no ano que vem. Moro está, por enquanto, fora do circuito, mas alguns grupos querem vê-lo candidato em 2022.

Prazo
Sérgio Moro já tem um partido, o Podemos, que deu a ele, até outubro, para que decida se sai candidato ou não.

Projeto para estimular competitividade
Amanhã o Sebrae Goiás e o Mega Moda celebram o encerramento do projeto Encadeamento Produtivo, ‘parceria de dois anos que ajudou 12 pequenas empresas da moda goiana’. O projeto, que começou em 2019, ‘levou ganhos as micros e pequenos empresários envolvidos e toda a cadeia de negócios, que ganhou em competitividade, produtividade e aumento de faturamento’. A metodologia é uma estratégia do Sebrae Nacional que promove a inserção competitiva e melhoria do desempenho dos pequenos negócios nas cadeias de valor das grandes empresas. Em Goiânia, o projeto teve sucesso na parceria com os shoppings Mega Moda e Mega Moda Park.

Sua vida é feita para durar
A Votorantim Cimentos lançou a segunda onda do movimento ‘Sua Vida é Feita Para Durar’. O objetivo é reforçar a comunicação sobre a importância da vacinação para combater a pandemia da Covid-19. Para isso, a empresa criou diversas peças e materiais que estão disponíveis no site da companhia para qualquer pessoa, empresa e entidades. Participe.

Aniversário depois da Covid

Quem completa aniversário é o ex-vereador de Guapó, Claudinho Pinheiro (foto), que comemora 40 anos depois de vencer a Covid-19. Claudinho Pinheiro, que é empresário do ramo imobiliário, se prepara para novos projetos, avisa.

Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás, Jales Guedes Coelho de Mendonça, quer uma unidade do Centro Cultural Banco do Brasil em Goiânia. Um pedido foi feito ao superintendente do Banco do Brasil em Goiás, Gustavo Henrique Rosa, que visitou a sede do IHGG. Em tempo: no Brasil, apenas quatro cidades sediam o Centro Cultural Banco do Brasil.

O povo não tem jeito mesmo. Uma festa com 500 participantes, em Aparecida de Goiânia, foi encerrada nessa sexta pela fiscalização. Palmas para os fiscais, que não estão permitindo aglomerações, que podem ser foco de transmissão da Covid.

A Cultura Popular está sendo atendida em alguns dos 20 editais que a Secult-Goiás preparou para a ‘operacionalização dos 2.500 projetos a serem aprovados na Lei Aldir Blanc, versão 2021’, avisa o superintendente de Fomento e Incentivo à Cultura, Nilson Jaime.

’Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai’. – Filipenses 4:8

Comentários