Política & Justiça

Leonardo promete atender demandas dos municípios

diario da manha

Da Redação

O presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM), Cleudes Baré Bernardes, foi recebido pelo secretário estadual da Saúde, Leonardo Vilela, para discutir questões de interesse dos municípios. O secretário reafirmou o compromisso em pagar em dia as contrapartidas estaduais de 2015, como já vem sendo feito desde o início do ano.

De acordo com Vilela, o pagamento dos repasses em aberto, referentes ao ano de 2014, deve ser feito a partir de julho, de forma escalonada, até dezembro do ano que vem, quando termina o mandato dos atuais prefeitos. O objetivo é evitar que os prefeitos tenham problemas ao fecharem suas contas.

A AGM espera agora a formalização da proposta pela Secretaria da Fazenda (Sefaz). Na última reunião, a secretária Ana Carla Abrão pediu até o fim do mês de março para apresentar uma proposta de quitação dos débitos.

“O Estado passa por uma fase de ajuste, mas assumi que as contrapartidas são sagradas e devem ser pagas religiosamente todo mês”, afirmou o secretário. Outra questão, levantada pelo presidente da AGM, é em relação ao Plano de Fortalecimento da Atenção Hospitalar Regionalizada, que beneficia os municípios tanto no custeio das despesas de saúde em geral quanto no fornecimento de equipamentos hospitalares. O secretário de Saúde afirmou que ainda no primeiro semestre deve começar a fazer o pagamento referente ao projeto aos municípios beneficiados.

Leonardo Vilela também informou que em breve entregará aparelhos oftalmoscópios a 36 municípios que foram contemplados pela SES-GO. O equipamento é utilizado na realização do teste do olhinho, exame feito em bebês recém-nascidos ainda na maternidade, que possibilita o diagnóstico de graves doenças oculares.

O secretário destacou ainda a grave situação financeira em que se encontra o sistema de saúde, não só em Goiás, mas em todo o Brasil, com a escassez de recursos por parte do Ministério da Saúde. Ele defendeu que prefeitos, governadores, secretários municipais e estaduais de Saúde se unam para tentar modificar essa realidade, já que a população é a principal prejudicada.

Cleudes Baré concordou com o secretário e defendeu, mais uma vez, a mobilização e união dos gestores para que obtenham sucesso em suas reivindicações. Ao final, o presidente da AGM considerou produtiva a reunião com o secretário. “É importante mantermos o canal de interlocução com o governo, que tem se mostrado parceiro dos municípios. Além disso, a AGM busca o diálogo para que as demandas de interesse municipalista sejam atendidas”, concluiu.

Comentários

Mais de Política & Justiça