Política & Justiça

Levy Fidelix é condenado a pagar R$ 1 milhão a movimentos LGBT

diario da manha

O ex-candidato a presidência pelo PRTB, Levy Fidelix, terá que desembolsar R$ 1 milhão por conta de suas declarações homofóbicas durante as eleições de 2014. A decisão é do Tribunal de Justiça de São Paulo, que também condenou o PRTB a fazer uma retratação nacional pela televisão em até 30 dias. O valor pago deve ser “destinado a ações de promoção de igualdade da população LGBT”.

As declarações polêmicas de Levy Fidelix aconteceram em um debate de TV na Record. Em resposta a candidata Luciana Genro do PSOL, ele disse que não tinha medo de perder voto da população LGBT. “Nós somos maioria, vamos enfrentar essa minoria”, disse o então candidato.

No mesmo debate ele afirmou que “aparelho excretor não reproduz”, ao defender o formato de família tradicional, e comparou a homossexualidade à pedofilia.

A assessoria de imprensa de Levy Fidelix não se posicionou em relação a decisão da justiça. A defesa do ex-candidato disse que ainda não recebeu nenhuma intimação e que desconhece o teor da sentença.

(Informações: Agência Brasil e Folha)

 

Comentários