Política & Justiça

Fábio Sousa não acredita em retaliação do líder do PSDB

diario da manha

O deputado federal Fábio Sousa (foto) afirmou não acreditar que sofrerá retaliação do PSDB por ter posição contrária à aliança do partido com o PMDB em apoio ao governo Temer. O líder da bancada do PSDB na Câmara Federal Ricardo Trípoli (SP) está sendo pressionado pelo Palácio do Planalto a retirar os tucanos, da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que fazem oposição ao governo. “O nosso líder, Ricardo Trípoli, já deixou bem claro que não haverá substituição na CCJ se a denúncia contra Temer chegar à Câmara”, assinala.

De acordo com Fábio Sousa, a tendência é de que a CCJ acate a denúncia do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, se o texto for aceito pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “A denúncia ainda é uma hipótese, ela ainda não existe de fato, mas é muito difícil que o Ministério Público Federal (MPF) elabore uma denúncia que esteja fora dos padrões técnicos. Portanto essa denúncia, se apresentada, deve ser aceita na CCJ. Agora, a votação no plenário é uma outra história”, assinala” acrescenta, em entrevista à rádio 730/AM.

A PGR investiga se Temer cometeu ou não os crimes de corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça, por meio de inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) após as delações premiadas dos donos do frigorífico JBS – Wesley e Joesley Batista – virem à tona

tags:

Comentários