Política & Justiça

Marconi desiste de disputar presidência do PSDB nacional

diario da manha

O governador Marconi Perillo (PSDB-GO) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) retiraram suas candidaturas para comandar o PSDB nacional.

Após inúmeras denúncias contra o senador Aécio Neves (MG), que inviabilizaram qualquer tentativa do mineiro se candidatar à presidente do país, o partido começou a busca por nome de equilíbrio tendo em vista a liderança para a disputa presidencial de 2018.  Aécio é atualmente o presidente afastado da legenda.

Sem consenso entre Perillo e Jereissati, nomes proeminentes na sigla, coube a Geraldo Alckmin (PSDB-SP) bater o martelo de que será candidato.

Com a propositura de seu nome, os dois tucanos resolveram abandonar a disputa e apoiar o PSDB nacional majoritário, que se encontra em São Paulo.

Hoje a noite Alckmin, Jereissati e Perillo se encontram no Palácio Bandeirantes, em São Paulo, para fechar acordo tendo em vista a nova composição.  É possível que Fernando Henrique Cardoso participe do encontro.

O decano da legenda mostrou inúmeras preocupações com as últimas ações de Aécio dentro da sigla.

Comentários