Política & Justiça

Deputado aprova projeto em um minuto com plenário vazio

diario da manha
Foto reprodução Web Câmara / site Globo.tv

O deputado mineiro Caio Narcio (PSDB-MG), presidente da Comissão de Educação da Câmara, aprovou em tempo recorde um polêmico projeto sobre a autorização de cursos à distância na área da saúde.

Não havia nenhum deputado no plenário no momento da sessão. Narcio estava ofegante como quem havia chegado correndo, e sentou-se ao lado de uma secretária e do deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG). Deu início a sessão anunciando; “Em discussão. Não havendo quem queira discutir, aqueles que o aprovam permaneçam como se acham. Aprovado”.

Logo depois o deputado encerra a sessão afirmando que não há mais nada a discutir e agradeceu a presença de “todos”. Logo depois convocou os “presentes”, a uma reunião deliberativa no dia 20 de dezembro.

Mais cedo a Comissão havia iniciado uma sessão às 10h30 e a sala estava cheia. Após votar um requerimento, Narcio precisou suspender a sessão por conta do início de votações no Congresso Nacional. Às 21h45, o presidente voltou à sala e aprovou o projeto em pouco mais de um minuto.

Deputados que são integrantes do Conselho Nacional de Saúde protestaram contra a atitude do presidente da comissão. A deputada Alice Portugal (PcdoB-BA), entrou com recurso para anular a decisão. Ela afirmou que a atitude do parlamentar mineiro “É imoral, antiético e fora da liturgia parlamentar”.

Em carta enviada ao portal G1, o deputado Caio Narcio (PSDB-MG) afirmou que, “O que não posso admitir é que minha conduta seja colocada em dúvida e minha honra seja atacada sem motivos reais para que isso seja feito”, na mesma carta ele disse ainda que só cumpriu o regimento.

 

Foto reprodução Web Câmara / site Globo.TV

Comentários