Política & Justiça

PMDB não abre mão de Daniel, afirma Mendanha

diario da manha
Prefeito do segundo maior colégio eleitoral de Goiás, Mendanha afirma que Daniel Vilela tem apoio do PMDB para disputar o governo(Foto:divulgação)

O prefeito de Aparecida, Gus­tavo Mendanha, não só de­fende candidatura própria do PMDB ao Palácio das Esmeral­das, em 2018, como endurece o dis­curso contra correligionários que estariam encampando pré-candi­daturas de outras legendas. “Pra mim, estes que se dizem peeme­debistas não são peemedebistas”.

Para ele, o PMDB tem o melhor projeto para Goiás. “Ao longo des­tes anos, o PMDB sempre tem dis­putado, como protagonista, eleições majoritárias. E é por isso que não po­demos deixar de ter candidatura pró­pria no ano que vem ao governo do Estado”, afirmou o prefeito.

Gustavo faz uma comparação en­tre o PMDB e o time da Apareciden­se. Lembrou que depois de uma série de investimentos e apoios, o time de futebol ganhou lugar de destaque no campeonato goiano. Mas que pade­cia de um problema inusitado: a falta de torcida a impulsionar e motivar os seus jogadores. Por isso conclamou a união do seu partido em torno do pro­jeto encabeçado pelo deputado Da­niel Vilela, governadoriável do PMDB e, indiretamente descartou a possi­bilidade de os peemedebistas apoia­rem a candidatura do senador Ronal­do Caiado (DEM). Em resumo, a tese de candidatura própria marcou o úl­ timo encontro do PMDB neste ano, realizado na última quinta-feira, em Goiânia, com lideranças defenden­do o nome do deputado Daniel Vile­la como cabeça da chapa majoritária, enquanto outros iam nesta mesma li­nha, mas argumentando que deve­riam articular o apoio, ao PMDB, do democrata Ronaldo Caiado.

Apesar da defesa contundente de candidatura própria, o prefeito de Aparecida também reforçou o discurso acerca da importância de alianças entre o PMDB e outras le­gendas. “É válido mantermos o diá­logo [a respeito de alianças para o ano que vem] com diversos parti­dos. A boa política tem que ser feita assim, de forma democrática, com muita discussão e debate de pro­jetos que beneficiem a população”

 

 

tags:

Comentários

Mais de Política & Justiça