Política & Justiça

Alckmin afirma que irá enfrentar e derrotar o PT

diario da manha
Brasília - O governador de São Paulo, Geraldo Alckimim, participa do Seminário Nacional sobre Aplicação de Medidas Socioeducativas a Adolescentes Infratores, na Câmara dos Deputados. Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

Durante a inauguração da estação Higienópolis Mackenzie, da Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo, nesta terça-feira (23/01), o atual governador do estado, Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que irá derrotar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e qualquer possível candidato do partido na disputa da presidência deste ano.

“Agora, nós vamos enfrentar e derrotar o PT, seja quem for o candidato. Concorrente não se escolhe. Estamos preparados para enfrentá-los”, disse.

Com relação ao julgamento de Lula, que acontece nesta quarta-feira (24/01), em Porto Alegre, o político não declarou preferências pelo resultado. “Decisão judicial se respeita. Eu não tenho detalhes da questão jurídica nem sou da área do Direito. Eu aguardo a decisão da Justiça, qualquer que for”, comentou.

O tucano foi recebido na inauguração sob protesto do Movimento Passe Livre (MPL). O grupo é contrário ao aumento das tarifas de ônibus, trem e metrô. No momento em que as portas da estação foram abertas para a entrada do governador e de outras autoridades, cerca de 15 manifestantes abriram uma faixa com os dizeres: “4 reais nunca”. Eles gritaram frases de protesto e tentaram entrar no local.

Segundo o Estadão, o grupo foi expulso depois de confusão e empurra-empurra. Seguranças da concessionária ViaQuatro e do político tentaram puxar a faixa dos militantes, além de barrarem a entrada.

Comentários