Política & Justiça

Juízes articulam paralisação às vésperas de julgamento de auxílio-moradia

diario da manha

Uma paralisação geral de magistrados em todo país está sendo articulada para o próximo dia 15 de março. A finalidade é pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF) que julgará o auxílio-moradia para o Poder Judiciário no dia 22 de março, e não colocou em pauta os benefícios para juízes estaduais, somente federais. Com o movimento, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) espera que a inclusão seja feita.

“Não basta apenas julgar as ações que tratam do auxílio-moradia, que atingirão apenas os juízes federais, deixando sem resolução os diversos pagamentos realizados nos âmbitos dos demais segmentos do judiciário”, informou a Ajufe, por meio de nota de esclarecimento divulgada nesta quinta-feira (22/02). De acordo com a entidade, a paralisação será definida na próxima semana, depois do resultado da consulta interna realizada com seus filiados.

A Associação abriu consulta aos mais de dois mil filiados para verificar a possibilidade de adesão ao movimento. Segundo a Ajufe, a movimentação não é uma greve, mas sim uma paralisação pontual para que o auxílio-moradia de juízes seja pautado pelo STF, a fim de não prejudicar a “paridade da magistratura”.

 

 

Comentários