Política & Justiça

Deputados repudiam atitude do PSDB sobre substituições de diretórios

diario da manha
Deputado Gustavo Sebba(FOTO:DIVULGAÇÃO)

A presidência do PSDB, sob o comando do deputado federal Giuseppe Vecci, emitiu um do­cumento nomeando Júlio Pas­choal como presidente do Insti­tuto Teotônio Vilela (PSDB-GO) para organizar comissões provisó­rias nos municípios de: Goiandira, Ouvidor, Campo Alegre e Cuma­ri sem consultar os demais líde­res do partido nas cidades. Diante desta atitude, os deputados esta­duais assinaram um nota de repú­dio, ontem, no plenário da Assem­bleia Legislativa repudiando com indignação e veemência a ação promovida pela presidência do PSDB em Goiás, referente a reso­lução CEE 008/2018, que destituiu de forma arbitrária o comando do partido nos quatro municípios.

Conforme a nota, a atitude foi tomada sem consultar ou dialo­gar com nenhum dos líderes do partido nos respectivos municí­pios e sem sequer comunicar o parlamentar mais votado da sigla nas localidades, o deputado Gus­tavo Sebba. Os deputados tuca­nos também repudiam quaisquer formas de interferência por parte do comando estadual do partido em municípios goianos que bus­quem atender interesses políticos pessoais ao contrário de interesses coletivos e da ideologia partidária.

Gustavo Sebba ponderou que a presidência do PSDB – GO foi co­nivente com a nomeação de Júlio Paschoal e que o partido colocou cidadãos que não tem mandato para comandar o partido em mu­nicípios em é deputado mais vo­tado. “Sou o representante des­tes quatro municípios, inclusive Goiandira, o prefeito é do PSDB e o filho dele presidente do partido”.

Os parlamentares tucanos ain­da salientaram que eventuais mu­danças, quando necessárias, de­vem passar por decisões colegiadas no partido com consulta prévia tanto das lideranças locais quan­to dos detentores de cargo eletivo da sigla votados nos municípios. Gustavo Sebba levará a discussão para a tribuna nesta quarta-feira.

 

tags:

Comentários