Política & Justiça

Dilma se arrepende de ter assinado lei que criou delação premiada

diario da manha

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) disse durante sua participação no seminário Brazil Forum UK, que está arrependida de ter assinado a lei que criou a delação premiada que, segundo ela, acabou por virar uma arma de exceção. O evento ocorreu no último sábado (05/05), na Universidade de Oxford, no Reino Unido.

“Infelizmente eu assinei a lei que criou a delação premiada. Por que infelizmente? Por que ela foi assinada genericamente, sem tipificação exaustiva. E a vida mostrou que sem tipificação exaustiva, ela poderia virar uma arma de arbítrio, de absoluta exceção. Quem assinou? Quem fez as leis? Foi alguém de algum outro partido político? Não, foi o meu partido, porque fui eu que assinei”, declarou a petista.

Dilma falou ainda sobre as eleições que se realizarão em outubro. Ela afirmou que o PT não tem um plano B para a candidatura à Presidência de Lula e não vão apresentar outro candidato pois acreditam na inocência do colega.

O seminário foi criado por estudantes brasileiros e a ex-presidente falou por mais de uma hora e respondeu perguntas feitas por integrantes da plateia.

Comentários