Política & Justiça

Caiado: pressa em conhecer a situação fiscal do Estado

diario da manha
Ronaldo Caiado: espera documentos sobre a realidade fiscal e administrativa do Estado para definir primeiras medidas de seu governo(FOTO:DIVULGAÇÃO)

Dois dias após ser eleito em primeiro turno para governar Goiás, Ronaldo Caiado (Democratas) afirmou, on­tem, que vai definir os nomes para a equipe de transição do governo o quanto antes. O objetivo do gover­nador é que possa, o quanto antes, ter conhecimento da situação fis­cal do Estado e dos compromissos assumidos pela atual gestão.

“Recebi o telefonema do gover­nador colocando à disposição a equipe de transição. Vamos indi­car os nossos nomes. Queremos ter conhecimento da situação fiscal do Estado e de outros compromissos que será preciso quitar”, explicou, em entrevista foi à Rádio Sagres 730.

Segundo o governador eleito, a Controladoria Geral da União já tem o papel de controle interno da gestão pública e os representantes das pas­tas escolhidas posteriormente por ele terão a obrigação de analisar os contratos do Estado e buscar a sua efetividade para a vida dos cidadãos.

“Em relação aos contratos, os se­cretários terão a obrigação de anali­sá-los. Vamos avaliar se os progra­mas têm como consequência lógica levar qualidade de vida ao cidadão. Se não tiverem, não tem porque exis­tir. O custo do Estado deve ser dimi­nuído. E onde o governo pode cor­tar? Nas áreas que são ineficientes ao cidadão. É fundamental essa análise de cada órgão do Estado”, defendeu.

SECRETARIADO

Ronaldo Caiado também reafir­mouqueirácomporumsecretariado altamente eficiente em seu governo. “O compromisso que temos nesse momento é dar ao cidadão um se­cretariado formado por pessoas que estejam acima de qualquer suspeita e totalmente qualificadas para assu­mir suas secretarias. Nunca trabalhei buscando assessoria submissa. Que­ro que os secretários sejam extrema­mente competentes”, assegurou.

Sobre a relação com os prefei­tos, o governador eleito afirmou que fará com eles parcerias e não irá olhar em momento algum para questões partidárias. “Ao chegar ao governo vamos construir parcerias importantes para que haja celeri­dade nas demandas dos prefeitos. A eleição acabou dia 7 e não cabe a nós ficar em queda de braço. O cida­dão que está nos ouvindo não quer saber de tititi. Ele quer saber como está a segurança na rua dele, se tem vaga para atender o doente. Não vou desviar desse foco, de dar satisfação ao eleitor”, garantiu.

Outra preocupação do atual se­nador é em prestar contas à socie­dade. Por isso Ronaldo Caiado afir­mou que buscará uma relação mais próxima com a imprensa para le­var ao conhecimento da sociedade o trabalho desenvolvido no gover­no. “Sempre defendi uma abertura para que possa falar com imprensa com mais frequência e possa fazer o relato de momento do Estado, além de debater e ouvir as críticas. Terei total transparência nas ações. O ob­jetivo de governar é dar a Goiás a di­mensão que ele merece. Eleição é só uma primeira etapa. O governante se consolida no último dia do gover­no. Aí sim você pode avaliar se ele é bom ou não”, afirmou.

OBRAS INACABADAS

Na entrevista à rádio Sagres, Ronaldo Caiado afirmou também que irá dar continuidade a obras inacabadas do governo. “O pre­juízo de Goiás é de quase R$ 2 bi­lhões em obras paradas. Tudo que foi prometido nos últimos 20 anos ficou em obras paradas. Eu não te­nho essa ideia e nem pretensão de fazer grandes obras. Vamos fazer as obras necessárias para melho­rar a vida dos cidadãos e concluir as que estão aí”, disse.

Questionado sobre como será o relacionamento com o Legislativo, Ronaldo Caiado lembrou que pas­sou grande parte da carreira políti­ca na função de legislador e saberá como tratar com o respeito necessá­rio a oposição. “Vou pedir audiên­cia com cada deputado. Respeito a oposição. Sou um político que en­tende que não tem nenhuma situa­ção que possa substituir o estado democrático de direito. Respeitarei as posições dos deputados. As ma­térias serão apresentadas aos depu­tados antes de ir para Assembleia para que as dúvidas sejam sana­das. Tenho longa experiência como parlamentar e não tem nada mais afrontoso do que quando as coisas chegam sem se dar satisfação. Não terá gesto de esperteza no apagar das luzes, nenhuma lei de duração de 7 dias. Terei todo o respeito com o Legislativo de Goiás”, afirmou.

Ronaldo Caiado viaja hoje a Brasília, onde participa de reu­nião da executiva nacional do De­mocratas para definir o posiciona­mento na disputa nacional. À tarde ele participará de reunião de líde­res no Senado e também de re­união para definir os nomes da equipe de transição do governo.

 

tags:

Comentários