Política & Justiça

Justiça condena jovem por morte de rapaz após briga em rede social, em Goiânia

diario da manha

Johnathan Amâncio da Silva  foi julgado culpado na morte do jovem Jean Carlos da Silva Souza, 18 anos. Embora foragido e não ter comparecido ao julgamento, terá que cumprir pena de 15 anos de prisão. O crime ocorreu em 2015,  em uma lan house no bairro são Francisco, em Goiânia. após briga por fofocas nas redes sociais, protagonizada pelas namoradas dos jovens.  Sua namorada Natália Araújo Vasconcelos foi considerada inocente.

De acordo com a denúncia nem Johnathan nem Jean  se conheciam pessoalmente. No relato do Ministério Público consta que  a namorada do acusado, Natália Araújo Vasconcelos, na época com 19 anos, discutiu nas redes sociais com  a namorada da vítima, de 16 anos,  motivada por fofocas entre pessoas que ambas conheciam. Em uma  das publicações enviada por Natália a adolescente, ela ameaçava a vítima com a foto de uma arma . Na sentença ,julgada no último dia 10,  os jurados decidiram  absolver Natália  da execução do assassinato, mesmo que ela  concorreu para o crime, instigando  o executor a praticar o delito.

Segundo  o Ministério Público, consta no documento,que no meio da discussã0 os namoradso das duas acabaram entrando no bate-boca, pelas redes sociais,  até que Johnathan pegou uma arma, foi até a lan house onde Jean  estava e atirou nele por três vezes. O Tribunal do Júri reconheceu  que o crime foi praticado de forma fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

Para justificar a condenação de Johnathan,  o juiz Jesseir Coelho de Alcântara relata que há nos autos provas demonstrando   que o autor” possui a tendência a prática de crimes”. Com a decisão assim que for preso, Johnathan  deverá, de acordo com a sentença ser levado para a Penitenciária Odenir Guimarães em  Aparecida de Goiânia,  Região Metropolitana.

(Foto/Ilustrativa)

Comentários

Mais de Política & Justiça