Política & Justiça

Deputado Coronel Adailton: Pela gestão compartilhada nas escolas

diario da manha

Sempre que deparo-me com notícias sobre ataques violentos de jovens, geralmente alunos de unidades escolares públicas ou privadas, com resultados muitas vezes trágicos, fico cada vez mais convencido de que é necessário oferecermos a opção de uma Educação mais focada em valores humanos e princípios de cidadania, para que as crianças, jovens e até adultos, possam desfrutar de um ambiente escolar atrativo, estimulante, significativo, respeitoso e seguro, para tanto, propomos a transformação de algumas unidades em colégios estaduais da Polícia Militar do Estado de Goiás, numa gestão compartilhada, onde o governo de Goiás convoca policiais e bombeiros militares da reserva remunerada, para que eles atuem, normalmente equipados, na parte disciplinar, com ênfase nas noções de cidadania, civismo, ética e cultivo dos valores familiares mais sublimes. Sempre observando que a parte pedagógica continua sob a condução total e autônoma dos profissionais da Educação.

Ao contrário do que algumas pessoas, que são radicalmente contra a minha proposta, pensam, não queremos que todos os colégios estaduais sejam militarizados, mas que, depois de estudo técnico, eles possam ser implantados em áreas estratégicas das cidades, obviamente, deixando sempre a alternativa de uma unidade estadual tradicional, para aqueles que não querem seus filhos estudando no modelo militarizado de ensino.

Recentemente, propomos um projeto de lei, para que o Colégio Estadual José Ludovico de Almeida, na Vila Brasil, um dos mais tradicionais de Anápolis, migre para a gestão compartilhada, visto que é uma grande região da cidade, da qual centenas de alunos deslocam-se para outros bairros, quase sempre distantes dos seus locais de moradia, provocando um aumento nos gastos das famílias com transporte e outras despesas próprias da vida estudantil.

Também estamos fazendo gestões, junto ao governo estadual, solicitando o cumprimento da Lei nº 20.110, de 30 de maio de 2018, para o efetivo funcionamento do Colégio Estadual da Polícia Militar Senador Onofre Quinan, no Bairro de Lourdes, um dos mais populosos de Anápolis, para atender toda aquela região da cidade, que engloba dezenas de bairros, dos quais os moradores aguardam a implantação, o mais rápido possível do CEPMG, visto que é uma reivindicação antiga de todas as comunidades adjacentes.

Para que todos tenham uma noção mais exemplar, a partir do dia 16 de setembro, estarão abertas as inscrições para o preenchimento de vagas no CEPMG Dr. Cesar Toledo (Bairro Alexandrina), um dos melhores do Brasil; no CEPMG Gabriel Issa (Nossa Senhora da Abadia), onde destacam-se alunos de excelência intelectual e do CEPMG Arlindo Costa (Vila Santa Isabel), unidade que está passando por uma grande mudança. Posso afiançar, com base nos anos anteriores, que o número de inscritos será muito superior à quantidade de vagas ofertadas, provando que as famílias goianas aprovam os colégios de gestão compartilhada já existentes e anseiam por mais unidades do mesmo padrão.

Na mesma linha, como a primeira ação do meu mandato de deputado estadual, apresentei um requerimento no plenário da Assembleia Legislativa de Goiás, solicitando a celebração de convênios ou parcerias, entre o governo estadual e as prefeituras que assim o desejarem, para que escolas municipais da primeira fase do ensino fundamental, possam ter a gestão compartilhada, praticamente com a mesma estrutura dos CEPMG’s, com policiais e bombeiros militares, devidamente equipados, atuando no encaminhamento das crianças, desde a tenra idade, na direção correta da disciplina, do amor à Pátria, do respeito aos trabalhadores da Educação e a valorização das famílias. É claro que, nos pequenos municípios, onde só existe uma unidade da rede municipal de ensino, não seria viável a implantação, por não deixar alternativa aos pais que discordem do modelo.

Portanto, nossa luta, como parlamentar e vice-presidente da comissão de Educação, Cultura e Esporte da Alego, é por uma Educação de qualidade, pública e democrática e, para isso, vamos continuar atuando na busca de melhorias no setor, desde o ensino fundamental até nível superior, com a responsabilidade de quem sabe que as conquistas são passo a passo e que novas demandas sempre estão em pauta, pois, a Educação é um setor dinâmico, que está em constante evolução e merece todo o nosso respeito.

Coronel Adailton Florentino do Nascimento, deputado estadual.

Comentários