Política & Justiça

Greve global pelas mudanças climáticas leva pessoas do mundo inteiro às ruas

As manifestações contra a degradação ambiental ocorreu em 150 países. Personalidades como Gisele Bündchen, Dalai Lama e Leonardo DiCaprio apoiaram a greve geral

diario da manha
Milhares de pessoas marcham em Nova York, pela greve geral — Foto: @SHINEYVEGNYC via REUTERS

Nesta sexta-feira (20), a greve global sobre o clima mobilizou milhares de pessoas de 150 países, incluindo o Brasil, a irem às ruas protestar contra as mudanças climáticas e a degradação ambiental.

De acordo com os organizadores do protesto, a intenção é exigir ações concretas que acabem com a emissão de gases na atmosfera que intensifiquem o efeito estufa e que combatam o aquecimento global.

Outros posicionamentos das manifestações são contra as queimadas ocorridas na Floresta Amazônica e na Indonésia. As multidões se encontraram em postos turísticos de seus respectivos países, como a Abadia de Westminster, em Londres, a Candelária, no Rio de Janeiro e o Portão de Brademburgo, em Berlim.

Contudo, o ato mais esperado foi o de Nova York, nos Estados Unidos, pois é o local que sediará a Cúpula pelo Clima da ONU. As manifestações um dia antes do evento, que deve ocorrer de 21 a 23 de setembro, na cidade estadunidense.

Apoios de personalidades públicas

A modelo brasileira Gisele Bündchen participou da greve que ocorreu em Nova York, nos Estados Unidos. A modelo registrou o momento em seu Instagram, com uma foto em companhia de sua família.

Na legenda da publicação, a brasileira declarou se sentir “inspirada por todos os jovens ao redor do mundo que estão liderando” o movimento de greve global pelo clima.

Um dos apoiadores do movimento foi o líder espiritual dos budistas tibetanos, Dalai Lama, que se pronunciou por meio da sua conta oficial do Twitter.

“Esta é provavelmente a geração mais jovem que tem sérias preocupações com a crise climática e seus efeitos no meio ambiente. Eles estão sendo muito realistas sobre o futuro. Eles veem que precisamos ouvir os cientistas. Nós devemos encorajá-los.”, afirmou o líder via rede social.

Outra personalidade pública que utilizou as redes sociais como forma de mobilização, foi o ator Leonardo DiCaprio, que convocou seus seguidores a participar das manifestações. “Vamos pedir o fim da era dos combustíveis fósseis”, disse o ator.

A origem da Greve global pelas mudanças climáticas

A greve é originada no movimento “Fridays For Future”, que significa Sextas-Feiras Pelo Futuro, em Inglês, que ganhou visibilidade com a jovem Greta Thunberg, de 16 anos.

Desde o ano passado, a adolescente falta às aulas para protestar pelo clima. A atitude de Greta a rendeu indicação ao Prêmio Nobel da Paz e impulsionou outras manifestações por todo o mundo.

Com informações do G1

Comentários