Política & Justiça

'Quero ser presidente, um dia, pelo voto', afirma Rodrigo Maia

Em entrevista com Pedro Bial, Rodrigo Maia revela sua vontade de ser Presidente do Brasil. Ainda fala sobre família, política, avalia o governo Bolsonaro e as polêmicas entre os filhos do presidente

diario da manha
Foto: Reprodução

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia expôs, na última quinta-feira (19/9), da possibilidade de concorrer à Presidência do Brasil. Em entrevista com Pedro Bial, Rodrigo Maia revela sua vontade de ser Presidente do Brasil. Ainda fala da família, política, avalia o governo Bolsonaro e as polêmicas em torno dos filhos do presidente.

A declaração “Não é questão de ser presidente. Quero ser presidente, um dia, pelo voto”, veio depois que o jornalista lembrou que se Maia não tivesse rejeitado o pedido de impeachment do ex-presidente Michel Temer, o presidente da Câmara assumiria a Presidência.

De acordo com Maia, na época, o apoio a Temer ocorreu por conta do clima instável no Brasil. “No momento que o Brasil vivia, saindo de um impeachment, recessão profunda, pobreza aumentando, desemprego, era uma decisão de se manter as instituições funcionando ou correr o risco de desorganizar tudo”.

Sobre a possibilidade de concorrer em 2022, Rodrigo afirmou que só pretende disputar uma eleição quando organizar as contas do país.“Só vou disputar uma eleição majoritária no Brasil se entender que terei condições de mudar a minha cidade, o meu estado e o meu país.”

Maia se emocionou ao rever momentos da infância com a família no Chile. Ele lembrou da época em que o pai, César Maia, precisou se exilar no país por causa da ditadura militar. Revelou que no início da carreira, seu pai não apoiou a sua entrada na política e que sofreu bastante por conta da timidez no começo da trajetória política.

Ficou emotivo durante as declarações de Alexandre Frota e declarou que durante o trabalho no Congresso, construíram uma amizade.

Revelou que foi por causa de Eduardo Cunha  que ele não abandonou a carreira.

Sobre o governo e os filhos de Bolsonaro

Durante a entrevista Maia avaliou o governo de Jair Bolsonaro e apontou que foi o PT (Partido dos Trabalhos) que levou o atual presidente ao poder. “Todo o ciclo do PT que gerou o Bolsonaro.’, disse

O presidente da Câmara ainda analisou o perfil do presidente Bolsonaro e os pontos negativos e positivos de seu governo, declarando: “O presidente tem o perfil dele, ninguém desconhecia, as teses que ele sempre defendeu, os temas que ele sempre defendeu. Ele nunca escondeu. Não foi surpresa para ninguém. O que tem de melhor no governo é a narrativa da agenda de reformas que o Paulo Guedes faz. O que tem ainda de negativo é que essa narrativa precisa estar transformada em fatos reais.”

Por fim foi indagado sobre as polêmicas em torno dos filhos do presidente quando ele ponderou: “Na relação pessoal, não posso reclamar, sempre são educados e respeitosos. Na internet, o negócio fica um pouco mais agressivo.” E continuou: “Com o tempo, você acaba compreendendo aqui aquilo ali é um método. Um método de um ambiente radical que você precisa dar carne aos leões todos os dias para que ele possa continuar movimentando.”

Com informações do G1

Comentários