Política & Justiça

Reforma eleitoral passa na Câmara e garante privilégios aos partidos

A Câmara dos Deputados devolveu itens da reforma eleitoral que garante privilégios aos partidos e que abre brechas para facilitar, inclusive o caixa 2

diario da manha
Legenda: Reprodução

A Câmara dos Deputados aprovou na última quarta-feira (19/9) o projeto que altera regras eleitorais para as eleições de 2010. A Cãmara devolveu ao projeto itens da reforma eleitoral que garante privilégios aos partidos e que abre brechas para facilitar, inclusive o caixa 2. As partes polêmicas que foram devolvidos ao projeto, já haviam sido retirados em votação no Senado. Agora o projeto seguem para sansão do presidente Jair Bolsonaro.

O texto foi aprovado rapidamente, já que para valer nas eleições de 2020, qualquer medida tem que entrar em vigor até um ano antes. Por conta disso, o presidente só tem mais 15 dias para avaliar o novo texto.

Entre os itens devolvidos ao projeto da reforma eleitoral, estão: a autorização para o uso de recursos na construção da sede para as legendas, contratação de advogados, perdão de multas eleitorais e a volta do tempo de propagandas em rádios e TV.

Um dos quesitos mais polêmicos do projeto aprovado pelos parlamentares, permite ainda que pessoas físicas, partidos ou candidatos paguem diretamente advogados em campanhas eleitorais, o que pode abrir brecha para o caixa dois. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), até admitiu que o texto tem pontos polêmicos, mas disse que ele ainda pode ser melhorado com “alguma emenda de redação”.

*Com informações do Correio Braziliense

Comentários