Política & Justiça

Possível medida propõe reduzir pela metade cota de R$ 26,3 mil de deputados

Jornalista Fabiana Pulcineli repercutiu proposta de corte da verba indenizatória dos deputados, feita pelo presidente da Alego, Lissauer Vieira, por causa da pandemia do novo coronavírus

diario da manha
Foto: Ruber Couto/ Ass. Alego

A jornalista Fabiana Pulcineli publicou nesta segunda-feira (13) em seu blog no site do jornal O Popular, uma possível medida de redução da cota que os deputados recebem para manutenção de gabinetes. O valor de R$ 26,3 mil mensais seria cortado pela metade até dezembro, devido à pandemia do novo coronavírus. A proposta de diminuição da verba indenizatória foi feita pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Lissauer Vieira, conforme divulgação.

A matéria informa também que mesmo com a resistência por parte de alguns parlamentares o presidente da Alego tem buscado apoio, conversando individualmente com os deputados. Segundo Pulcineli, a maioria dos políticos que Lissauer Vieira entrou em contato, tem demonstrado ser a favor da redução.

Ainda de acordo com a publicação, a cota para gastos dos 41 deputados estaduais com o exercício do mandato inclui alimentação, aluguel e transporte.

Comentários