Política & Justiça

Prefeito do MDB: Mendanha tem tempo e pede união em torno de Ronaldo Caiado

O prefeito de Valparaíso de Goiás, cidade do entorno do DF, Pábio Mossoró, do MDB, disse que o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, seu correligionário, é um político promissor, mas que deve ter paciência e olhos voltados para o futuro, já que é novo, tem apenas 38 anos

diario da manha

O prefeito de Valparaíso de Goiás, cidade do entorno do DF, Pábio Mossoró, do MDB, disse que o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, seu correligionário, é um político promissor, mas que deve ter paciência e olhos voltados para o futuro, já que é novo, tem apenas 38 anos, e pode esperar sua vez de alçar voos mais altos. Reeleito prefeito de Valparaíso em 2020, Mossoró é presidente da Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília (Amb). O gestor é um dos 27 prefeitos do MDB que defendem que o MDB caminhe ao lado de Ronaldo Caiado nas eleições do ano que vem. Pábio Mossoró lembra, também, que “se há fila em política, o primeiro dela, no MDB, é Daniel Vilela”, e que Mendanha, embora administre uma cidade importante de Goiás, tem tempo de sobra para consolidar seu nome para uma futura candidatura ao Governo de Goiás. Na carta enviada ao presidente Daniel Vilela, os prefeitos do MDB criticaram uma possível aproximação de Gustavo Mendanha com o grupo de Marconi Perillo (PSDB), cujo um dos maiores fiadores dessa aliança seria o atual presidente da Fieg, Sandro Mabel. Mossoró reafirma que é preciso barrar qualquer tentativa de retrocesso no campo da política goiana e reconhecer o sucesso dos esforços envidados pelo governador Ronaldo Caiado à frente da gestão estadual visando o reequilíbrio das contas e o avanço dos investimentos no Estado. “O governador Ronaldo Caiado é republicano, mantém bom relacionamento com os prefeitos e está modernizando as práticas políticas e administrativas do Estado. Aliar-se a ele é um indicativo de que estamos conectados ao Goiás real”, afirma o emedebista. Dada como irreversível, a aliança do MDB com o DEM de Caiado, segundo aliados, tem o apoio de 95% dos prefeitos e parlamentares do MDB, além da aprovação de 80% das demais lideranças estaduais e municipais da legenda.

Fio Direto

Unanimidade
O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, deputado Lissauer Vieira, tem sido unanimidade entre os seus pares de parlamento. Na avaliação dos deputados, Lissauer é um “agente da paz”, atende a todos com isonomia, seja oposição, situação ou independente, e é um agregador, com muita capacidade administrativa.

Posse
Ao parabenizar a cidade de Posse pelos seus 149 anos de história, comemorados ontem, 19/07, o governador Ronaldo Caiado (DEM) lembrou que a cidade, localizada no Nordeste goiano, foi a primeira a receber uma Policlínica com capacidade para atender as necessidades médicas da população de 31 municípios da região.

Meirelles
Em entrevista ao jornal O Popular, o ex-presidente do Banco Central e atual secretário de Fazenda e Planejamento de São Paulo, Henrique Meirelles, disse que em “política nada se dá antes da hora”. Segundo Meirelles, o acerto sobre aliança do PSD com o DEM de Ronaldo Caiado será discutido na hora certa, mas admitiu que as primeiras conversas foram muito boas e deixaram abertas as possibilidades de uma composição com o democrata.

MACHISMO NO AUTOMOBILISMO

Vice de Lula
Henrique Meirelles foi peremptório ao negar a possibilidade de eventualmente ser vice numa chapa presidencial encabeçada pelo ex-presidente Lula (PT). O pessedista disse que em momento algum foi procurado pelo PT e que não trabalha com hipóteses. “Então, isso, pra mim, não existe”, frisou.

Manifesto
Em nota de apoio ao atual sistema eleitoral com a utilização das urnas eletrônicas, um grupo de 40 promotores eleitorais goianos disseram que desde a implementação das urnas eletrônicas, há 25 anos, “não há registro de nenhuma fraude que demandasse a atuação de promotores ou promotoras eleitorais” e que não há, portanto, razões para desacreditar o sistema eleitoral brasileiro.

Sem recurso
A ação penal na qual o ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) foi condenado a 1 ano e 8 meses de detenção, pena substituída pela prestação de serviços à comunidade com uma hora por dia pelo prazo da condenação e pagamento de R$ 14 mil, além de R$ 4,2 mil de multa, ainda não subiu ao TRE/GO. O tucano foi condenado por caixa 2 nas eleições de 2006. A sentença é do juiz Wilson da Silva Dias, da 133ª Zona Eleitoral.

Faltosa
A vereadora de Goiânia Gabriela Rodart (DC) foi a que mais faltou às sessões da Câmara Municipal durante o primeiro semestre de 2021. Até junho, foram realizadas 49 sessões plenárias. A vereadora conservadora esteve ausente em nove ocasiões. Segundo sua assessoria, ela precisou “tratar de problemas de saúde”. As informações são do jornal O Popular.

Setor de Serviços em alta em Goiás
Atividade mais prejudicada em Goiás, no período da pandemia, o Setor de Serviços apresentou, em maio, crescimento de 4,2%, comparado com o mês de abril deste ano, o que corresponde a 3% superior à média nacional, que fechou em 1,2%. As informações constam na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE.

Esse percentual coloca o Estado em quinto lugar nacional – junto com o Rio Grande do Norte que apresentou o mesmo indicador – atrás apenas de Alagoas, que lidera o ranking do crescimento de volume de serviços, com alta 10%; seguido da Bahia com 8,6%; Amapá (7,8%); e Sergipe (4,7%).

Para o governador Ronaldo Caiado, a geração de empregos vai contribuir com a recuperação econômica. “Eu sempre defendi a tese de que não existe melhor política social no mundo que não seja o emprego. É a única que resolve todos os problemas”, afirma.

Linha Cruzada

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) lançou a campanha “Na hora da vacinação, escolha com sabedoria, escolha a vida!”. De acordo com o MP-GO, é necessário combater a escolha de vacinas, já que isso atrasa a vacinação e coloca em risco a coletividade e aquele que busca optar por uma marca em detrimento de outra.

A campanha lembra que inúmeros estudos científicos concluem que, seja qual for a vacina, o imunizado tem reduzidas as chances de manifestar casos graves de Covid-19 ou que levem à morte.

Comentários