Política & Justiça

Caiado vai focar mais em política a partir de agora

.

diario da manha

Pandemia e recuperação fiscal foram dois assuntos que absorveram muito o tempo do governador de 2019 até este mês de outubro de 2021. Houveram algumas críticas dos aliados mais políticos durante este período, inclusive, motivo de insatisfação de alguns partidos. Mas, mesmo observando esta pressão por “comportamento eleitoral”, Ronaldo Caiado optou por manter o foco na gestão da crise sanitária e na resolução do grave problema fiscal que encontrou, fruto das decisões muito equivocadas de governadores anteriores. A paciência tem sido grande aliada de Caiado. Político com experiência em atividades eleitorais, ele sabe que um governo que funciona bem é muito mais eficiente em conquistar apoio político. Ter boa avaliação e contar com força administrativa para investimentos públicos é um cenário mais confortável na aproximação com partidos, líderes, parlamentares e gestores municipais. Com o programa de recuperação fiscal em execução, com o controle da pandemia e a retomada das agendas positivas pelo estado, Ronaldo Caiado vai dar início ao processo de diálogo mais político, inclusive com a inclusão de partidos em setores fundamentais na gestão, após ajustar a casa. O governador, inclusive, enfrentou alguns desgastes para, primeiro, implementar um rigoroso programa de compliance e combate a corrupção, para permitir que os partidos que vão compor a administração encontrem um ambiente com as melhores condições de trabalho possível, prontos para executar projetos com segurança jurídica, protegidos dos perigosos esquemas que durante muitos anos se infiltraram no tecido administrativo do estado. Para os partidos políticos aliados é uma grande oportunidade de contribuir com a gestão e se fortalecer para 2022, 2024 e por aí vai.

Fio Direto

Novo rumo
Com a posição do prefeito de Goiânia Rogério Cruz de respaldar a reeleição do governador Ronaldo Caiado, o Republicanos deverá esfriar as conversas com Gustavo Mendanha (sem partido).

Afinado
Daniel Vilela, presidente estadual do MDB, cumpre ao lado do governador Ronaldo Caiado (DEM) agenda de visita a 100 municípios goianos até dezembro.

Onde?
Patriota, PTB, PP e agora PL: ao que tudo indica, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) colocou no radar, quatro partidos. Todos estão, ao mesmo tempo, dentro e fora do projeto. Aí sim, um mistério presidencial.

Tem que ceder
Jair Bolsonaro não quer simplesmente se filiar em um partido. Ele apresenta condições para isso e, neste ponto, em cada uma das siglas desejadas enfrentou obstáculos. Para se filiar, ou ele cede um pouco ou os partidos cedem.

Dor de cabeça
A vida de cientista político no Brasil não está fácil. Apesar das pesquisas, ninguém crava uma derrota de Bolsonaro em 2022: O presidente recuperou parte dos apoiadores que perdeu no meio do ano e deve bater os 30% de eleitores cristalizados até dezembro. Ele tinha 33% em dezembro de 2020.

Segundo turno
Com números entre 30% a 33%, Jair Bolsonaro pode chegar ao segundo turno como alternativa dos conservadores que não votariam no presidente no primeiro turno: O Brasil vai se pautar ideologicamente de novo? Vai.

Advocacia Municipalista
O Movimento de Advogados Municipalistas declarou no último dia 22, apoio ao candidato da Chapa 1, Rafael Lara. Os advogados Marcelo Dias, Thaís Moraes, Diogo Araujo, Wandir Allan e Camila Diniz, que atuam no setor público municipal, são integrantes da Chapa 1.

Marcou presença
O governador Ronaldo Caiado presenciou o show de Gusttavo Lima, sábado, em Goiânia, acompanhado de Janaína Tavares. Ela, que possui deficiência visual e é fã do cantor sertanejo, foi a primeira a receber os óculos especiais entregues pelo governo estadual.

Rumo?
Gustavo Mendanha segue sem saber por qual partido irá disputar o governo de Goiás em 2022. Ele tem prazo até 3 de abril próximo para definir uma legenda.

Desistência?
Tem auxiliares de Gustavo Mendanha que apostam em um recuo do prefeito de Aparecida de Goiânia em relação ao embate eleitoral do ano que vem.

Talles Barreto leva prefeitos a Caiado


O deputado estadual Talles Barreto (foto), que vai trocar o PSDB por um partido da base aliada, participa de eventos no Palácio das Esmeraldas, ao lado de Ronaldo Caiado, acompanhado de prefeitos. Ele promete levar ao governador novas caravanas de lideranças municipais.

Linha cruzada

Pelo andar da carruagem, a economia não será o único fiel da balança nas eleições de 2022.

Ainda é muito forte a discussão ideológica no Brasil, tanto que as ruas se enchem quando a direita é convocada para manifestações e ainda são esmagadora maioria na internet.

Comentários