Política & Justiça

É Fake mensagem que diz que quem não tiver biometria será proibido de votar este ano

Mensagem compartilhada nas redes sociais e grupo de WhatsApp é falsa

diario da manha

As informações falsas, ou seja, as chamadas Fakes News estão em nosso cotidiano, a mais recente, que anda sendo compartilhada pelo grupo de mensagens WhatsApp, diz que o eleitor que não estiver com a biometria em dia será proibido de voltar nas eleições deste ano, que estão marcadas para outubro.

Como muitas pessoas tem compartilhado tal mensagem, o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), divulgou uma nota na qual fala sobre o caso e lembra que a informação que vem circulando nas redes sociais e pelos grupos de WhatsApp nada mais é do que uma Fake News, ou seja, é uma informação falsa.

O órgão lembra que desde o início da pandemia, em 2020, para prevenir o contágio da Covid-19, a coleta da digitais, ou seja, o cadastro biométrico está suspenso em todo país. De acordo com o Tribunal isso ocorreu, pelo fato do cadastro só ser feito de forma presencial.

O TRE lembra também que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que nenhum eleitor ou eleitoral que não tenham feito o cadastramento biométrico serão impedidos ou proibidos de votar, e que a ausência da biometria não impede que o cidadão exerça o direito ao voto.

O tribunal lembra ainda que nas eleições para Prefeitos em 2020 o sistema de biometria não foi utilizado. Em relação ao pleito deste ano, os órgãos responsáveis estudam se irão utilizar o sistema ou não, mas não há até aqui uma definição quanto ao protocolo sanitário a ser seguido durante as eleições deste ano.

Desta forma o TRE segue a resolução nº 23.669/2021 do TSE, que estabelece os documentos necessários para que o eleitor possa comprovar a sua identidade eleitoral e assim votar no dia da eleição. São aceitos como documentos no dia do pleito: carteira de identidade, identidade social, passaporte ou outro documento de valor equivalente, carteira profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho e a carteira nacional de habilitação.

Quem por exemplo já tem a biometria cadastrada pode usar o aplicativo e-Título, e apresentar o mesmo no dia das eleições para votar.

Leia também:

Comentários