Política & Justiça

Rafael Lara: missão de conduzir a OAB-GO no pós-pandemia

.

diario da manha
Rafael Lara: avanços no comando da OAB-GO

A nova gestão da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), liderada pelo advogado Rafael Lara Martins, assume a direção da entidade nesta quinta-feira (13), com a missão de conduzir a advocacia goiana, para um cenário pós-pandêmico.

No ato de posse, que reúne representantes dos três Poderes, MP-GO, além de ministros das Cortes Superiores, a partir das 18h no CEL da OAB, o novo presidente vai destacar o desafio a ser enfrentado pela nova gestão da OAB-GO de oferecer aos advogados, em início ou em consolidação de carreiras, condições de acesso e permanência no mercado de trabalho.

Além de Rafael, tomam posse na solenidade de logo mais os advogados Thales José Jayme, vice-presidente; Talita Hayasaki, secretária-geral; Fernanda Terra, secretária-geral adjunta; Eduardo Cardoso Jr, tesoureiro; além de 44 conselheiros seccionais e seus suplentes.

“O papel da OAB-GO no fomento ao trabalho da advocacia será essencialmente qualificar o advogado para o enfrentamento dos desafios que a contemporaneidade vem impondo à profissão”

Assumem também o novo presidente da Caixa de Assistência (Casag), Jacó Carlos Coelho, que ocupou o cargo de secretário-geral da OAB-GO, nas últimas duas gestões; Néli Cárita Máximo Figuerêdo (vice-presidente); Daniella Granjeiro Kafuri, secretária-geral; Rodrigo Guedes, diretor-tesoureiro; e demais diretores adjuntos.

Iniciativas
Entre os projetos prioritários da gestão da OAB-GO, segundo relata o próprio presidente Rafael Lara Martins, em entrevista ao DM, está a incubadora de novos escritórios e o planejamento de carreira.

“Já vamos dar início imediato ao planejamento deste projeto, que é essencial para promover o empreendedorismo entre a advocacia em início de carreira. O papel da OAB-GO no fomento ao trabalho da advocacia será essencialmente qualificar o advogado para o enfrentamento dos desafios que a contemporaneidade vem impondo à profissão”, destaca.

O novo presidente avalia que essa advocacia “que chega agora, com poucos anos de mercado, poderá ter acesso a essa oportunidade que a OAB-GO vai disponibilizar”. “Nossa ambição é que a Ordem receba esses novos escritórios com suporte contábil, administrativo, de marketing, de cursos e do que mais for necessário”, completa.

Multa e Refis
Outro programa a ser proposto, logo de imediato, é a isenção de multa para os advogados que não votaram nas eleições da Seccional, realizadas em 2021, e das pendencias com anuidade.

Rafael adianta que as medidas serão apresentadas logo na primeira sessão extraordinária do Conselho Seccional, prevista para os dias 18 e 19 de janeiro, para apreciação e deliberação dos 44 novos conselheiros.

O programa de Renegociação de Dívidas (Refis) – já considerado o maior da história da Seccional – é intitulado de Refis da Pandemia. “Queremos oferecer ainda mais facilidades para que o advogado resgate seus compromissos com a Ordem, reduzindo a inadimplência, um problema que se agravou com a pandemia”, diz.

Estimativas do Departamento de Finanças da OAB-GO apontam que a inadimplência chegue a 33% dos inscritos na ativa. Durante a pandemia, chegou a mais de 40%. O objetivo é de que caia para um patamar próximo da meta prevista pelo CFOAB, de 20%.

Comentários