Política & Justiça

STJ reconsidera decisão que destituiu PROS nacional

.

diario da manha
Marcus Vinícius Holanda reassume presidência do PROS

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) reconsiderou a decisão que havia destituído Marcus Vinícius Holanda do comando nacional do Pros e devolvido a presidência do partido a Eurípedes Júnior. Com isso, Holanda volta a presidir a sigla e as articulações feitas antes da destituição voltam a prevalecer. Entre elas, o apoio do diretório goiano à reeleição do governador Ronaldo Caiado (UB).

No domingo (31), o ministro Jorge Mussi, do STJ, havia suspendido a sentença de março do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF), que havia afastado Eurípedes Júnior, que era presidente da sigla desde a sua fundação, do comando. Com isso, Holanda havia assumido.

Na noite desta quarta-feira (3), o ministro Antônio Carlos Ferreira, também do STJ, reconsiderou a decisão. O argumento acatado foi de que a decisão anterior da Corte se deu antes que o TJDF julgasse os embargos de declaração, ou seja, os recursos, da sentença proferida em segundo grau. 

Bruno Pena, da defesa de Júnior, afirma que eles vão recorrer mais uma vez da decisão e esperam ter isso revertido, de forma que dê tempo de retomarem o comando a tempo de fazer uma nova convenção na sexta-feira (5), que é o prazo final estabelecido pela Justiça Eleitoral.

Comentários