Justiça

Candidato a vereador é preso por traficar drogas para financiar campanha

Através de uma denúncia anônima, a polícia foi informada que o político, com a finalidade de financiar a campanha, estaria trazendo carregamento de maconha do Paraguai

diario da manha

Três pessoas foram presas na última quarta- feira (16) pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), em parceria com a 20ª Delegacia de Polícia (Gama), após ação realizada no Pedregal, em Goiás. Eles são suspeitos pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo que um dos envolvidos era candidato a vereador pela cidade do Novo Gama (GO).

Através de uma denúncia anônima, a polícia foi informada que o político, com a finalidade de financiar a campanha, estaria trazendo carregamento de maconha do Paraguai. De acordo com as informações da PCDF, os entorpecentes seriam revendidos no Distrito Federal, principalmente no Gama.

Para prender os suspeitos, os agentes localizaram o veículo de um dos envolvidos, indentificando que o mesmo estava acompanhados de mais duas pessoas. Com isso, os policiais realizaram a abordagem no momento em que o homem parou em uma padaria no Novo Gama. Antes de desembarcarem do automóvel, os três suspeitos quebraram os celulares.

Com o candidato a vereador foi encontrado o valor de R$ 1,2 mil, ao ser questionado pelos agentes informou não ter o documento do veículo. Ainda dentro do carro foram localizadas um pequeno tablete de maconha no banco do motorista e em posse dos suspeitos mais duas porções da droga.

Os policiais também foram até chácara onde o politico morava. Ao chegar ao local foram recebidos pelos pais do suspeito e localizaram, em uma casa aparentemente desabitada, dois outros tijolos de maconha, embalagens para a droga e uma caixa de uma balança de precisão. O candidato não conseguiu se eleger.

Conforme a delegacia, o local poderia ter sido utilizado para armazenagem de entorpecentes. Os três suspeitos foram autuados e recolhidos ao cárcere da PCDF.

Comentários