Justiça

Preso hacker suspeito de vazar dados de 223 milhões de brasileiros

diario da manha

Em Uberlândia (MG), a Polícia Federal prendeu um hacker suspeito do maior vazamento de dados do Brasil. A prisão ocorreu nesta sexta feira (19), e de acordo com as investigações o responsável do crime é Marcos Roberto Correia da Silva, 24 anos.

O homem vai ser julgado pela divulgação de informações de 223 milhões de brasileiros. A operação batizada DEEPWATER, cumpre os seguintes mandatos judiciais.

  • Petrolina (PE): 40 mandatos de busca e apreensão
  • Uberlândia (MG): 1 mandato de busca e apreensão e 1 mandato de prisão preventiva.

As ordens judiciais foram expeditas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Morais. A investigação é realizada pela Diretoria de Inteligência Policial da Polícia Federal. Já o pedido do inquérito do caso foi solicitado no dia 28 de janeiro, pedido da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Contudo, a suspeita é que as autoridades públicas estejam entre os alvos dos criminosos. A PF também investiga a participação do hacker conhecido como “JustBR”, na divulgação dos dados. Segundo os investigadores, os sigilos das pessoas físicas e jurídicas foram disponibilizados em um fórum na internet. No site eram apresentados informações como CPF E CNPJ, nome completo e endereço.

Parte da divulgação dos dados foram feitas de forma gratuita por um usuário da página. O restante das informações eram comercializadas de acordo com as investigações. Após as diligências foi identificado o hacker suspeito de obter, divulgar e comercializar os dados, assim como outro hacker, que estaria vendendo os dados por meio de suas redes sociais.

Comentários