Justiça

Professor é demitido por situação análoga à escravidão

O professor universitário Dalton Siqueira foi demitido da Fundação Educacional de Patos de Minas após ser denunciado por manter Madalena em situação análoga à escravidão

diario da manha
(Foto: Reprodução/Facebook)

O professor Dalton Siqueira Milagres Rigueira, foi demitido após manter Madalena Gordiano em situação análoga à escravidão por 38 anos. Além disso, o professor havia sido afastado do cargo e passou a responder a Justiça Trabalhista de Minas Gerais. Com isso, foi necessário que o professor vendesse o apartamento em Patos de Minas para conseguir pagar a indenização de Madalena.

Por outro lado, a Justiça do Trabalho levou em consideração os anos em que Madalena prestou serviços à família. De acordo com o Ministério Público do Trabalho, Madalena recebia R$ 8,4 mil como pensão de esposa de ex-soldado da Segunda Guerra. No entanto, nunca teve acesso ao dinheiro, pois era administrado pela família Milagres Riqueira.

De acordo com a Justiça mineira, Madalena também financiou os gastos da família por 17 anos. Com isso, o curso de medicina de um dos integrantes da dos Milagres Riqueira foi pago com o dinheiro da pensão de Madalena. Além do mais, após a graduação de Vanessa, Dalton passou a administrar totalmente o dinheiro de Madalena.

No entanto, em depoimento ao Ministério Público do Trabalho, o professor universitário disse ter renda de R$ 10 mil, além dos 1,3 mil do aluguel de dois imóveis. Contudo, o MTP ponderou que, a renda família não é compatível sem a pensão de Madalena. Além disso, o imóvel dos Riqueira é localizado na área mais nobre de Patos de Minas.

Sobretudo, é avaliada pela justiça a possibilidade de processo de danos morais contra a família. Uma vez que podem ter sido feitos empréstimos no nome de Madalena, fazendo com que Dalton seja denunciado por estelionato.

Comentários