Rio Verde

Rio Verde vira exemplo de sustentabilidade para o planeta

diario da manha

Prefeito Paulo do Vale foi convidado a apresentar em conferência internacional os resultados do Programa Produtores de Água, que comemora a recuperação de mais de 100 nascentes este ano, e mostra conjunto de iniciativas sustentáveis locais, como mobilidade urbana e criação de estufa para a produção de 2 milhões de plantas ornamentais na cidade
O prefeito Paulo do Vale participou nesta quinta-feira, 19, da conferência Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis, que reuniu esta semana em São Paulo gestores municipais e especialistas de todo o Brasil e do exterior. No evento, que sediou 3º Encontro Global da Plataforma Global para Cidades Sustentáveis e a 2º Conferência Internacional sobre Cidades Sustentáveis, o prefeito de Rio Verde falou sobre um conjunto de iniciativas sustentáveis, como mobilidade urbana, criação de uma estufa para a produção de 2 milhões de plantas ornamentais, com destaque para o Programa “Produtores de Água”.
O programa municipal, que remunera financeiramente os produtores estabelecidos acima da captação de água do Ribeirão Abóbora por serviços ambientais, foi apresentado a autoridades nacionais e estrangeiras. A plataforma do programa está alinhada aos objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e celebra este ano a recuperação de 108 nascentes em Rio Verde. “É um exemplo bem sucedido de recuperação e preservação de nascentes. Rio Verde não é uma referência apenas no agro, mas também no respeito às futuras gerações”, observou.
Além de Paulo do Vale, participaram do painel Sameh Wahba, diretor global do Banco Mundial para Práticas Globais Urbanas de Gerenciamento de Riscos de Desastres, Resiliência e Terra; Maria Alice Setúbal, presidente do Conselho de Administração Fundação Tide Setubal e Rui Palmeira, prefeito de Maceió.
Paulo do Vale conheceu projetos ambientais de diversas outras cidades e ainda expôs outras iniciativas adotadas em Rio Verde, como a recente criação de uma estufa de plantas ornamentais, que visa a produção de 2 milhões de unidades dentro de 12 meses. “A troca de conhecimento é fundamental para definir abordagens estratégicas para o desenvolvimento urbano sustentável”, completou.
Ao final, o prefeito de Rio Verde assinou a “Declaração São Paulo”, um documento que apresenta compromissos dos governos locais com o enfrentamento das mudanças climáticas e perda da biodiversidade.

Comentários