Rio Verde

Morre passageiro que estava em avião que caiu em Rio Verde

Em nota, o hospital ainda informou que a vítima estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sedado, inconsciente e desde quando entrou estava respirando com ajuda de aparelhos

diario da manha
Foto: Reprodução / Facebook

O passageiro Robson Martins Vêncio, 61 anos, que estava no avião que caiu em frente ao presídio de Rio Verde, região sudoeste de Goiás, morreu na manhã desta quinta-feira (10). A vítima estava internada há sete dias em estado grave.

A morte foi confirmada pelo Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (Hurso). Em nota, o hospital ainda informou que a vítima estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sedado, inconsciente e desde quando entrou estava respirando com ajuda de aparelhos.

O girocóptero, prefixo PT-ZKF, caiu no pátio de uma fazenda no último dia 3 de junho. O piloto do avião, Murilo Cesar de Souza, de 59 anos, foi socorrido, mas não resistiu e morreu no dia seguinte no hospital.

Testemunhas que moram na região e que presenciaram a queda,  acionaram o Corpo de Bombeiros para prestar o socorro. Uma testemunha, que preferiu não se identificar, relatou como ocorreu o acidente.

”A aeronave sobrevoava muito baixo e logo em seguida se chocou com um pé de manga, caiu sob uma caixa d’água e veio ao solo”, relata uma testemunha.

Os investigadores da Força Aérea Brasileira (FAB) do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VI) estiveram no local e coletaram dados para apurar o caso.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informou que não havia irregularidades na aeronave. O órgão disse que não foi localizado no Sistema Integrado de Informações da Aviação Civil (SACI) registro de licença/habilitação no nome do piloto. O plano de voo não foi informado.

*Com informações do G1

Comentários