Saúde

Março é considerado o pior mês da pandemia em Goiás

Com o agravamento da pandemia no Brasil, o país também registra mais mortes diárias por Covid-19 no mundo

diario da manha
Com o agravamento da pandemia no Brasil, o país também registra mais mortes diárias por Covid-19 no mundo Foto/Reprodução - G1

Desde o início da pandemia, março de 2021 foi considerado o pior mês da covid-19. Além disso, foram registradas 98 mortes e mais de 2,8 mil casos diários da doença. De acordo com boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgado nesta quarta-feira (31), março registrou 3.041 contaminações e 88.503 óbitos.

Analogamente, dados mostram que as mortes são o dobro do registrado em setembro de 2020. Sendo assim, foi o segundo pior mês, com 1.460 óbitos. Enquanto no mesmo período, 73.859 goianos contraíram a doença.

Março, coronavírus e pandemia em Goiás

MêsCasosMortes
Março de 202188.5033.041
Fevereiro de 202144.1481.208
Janeiro de 202141.424681
Dezembro de 202027.992428
Novembro de 202023.790592
Outubro de 202042.5561.030
Setembro de 202073.8591.460
Agosto de 202063.0211.403
Julho de 202042.6401.135
Junho de 202020.790348
Maio de 20202.89495
Abril de 202070828
Março de 2020 (12 a 31)621

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde

Por outro lado, a transmissão comunitária da variante P1 se mostrou ainda mais presente em 17 cidades goianas. Eventualmente tem ligação com o colapso na rede hospitalar goiana, uma vez possui maior contabilidade comparado à versão “original”. De acordo com o governador Ronaldo Caiado (DEM), a escassez de equipes de saúde para trabalhar em hospitais tem sido o maior problema nesta pandemia.

“Essa é uma realidade que as pessoas têm que entender. Não é só a abertura do leito. Nós estamos abrindo leito, mas as equipes especializadas na pandemia estão há um ano enfrentando um ambiente de altíssimo risco. Entretanto, eles veem os pacientes internados e intubados, 80% deles evoluindo a óbito. Contudo, as pessoas têm que ter responsabilidade com a pandemia”, ponderou o governador ao G1 Goiás.

Contudo, um levantamento feito pela SES mostrou que até o momento, 487.180 receberam a 1ª dose da vacina contra a covid-19 em todo o estado. Enquanto 121.932 pessoas receberam a 2ª dose do imunizante. Além disso, Goiás recebeu e distribuiu 966.980 doses, sendo 809.280 da CoronaVac e 157.700 da AstraZeneca.

Comentários