Saúde

Residencial em Goiânia realiza campanha de doação de sangue entre moradores

Unidade Móvel do Hemocentro de Goiânia estará no dia 27 de maio no Residencial Aldeia do Vale para receber doações de moradores

diario da manha

Em 2020, no período de pandemia, enquanto a demanda por sangue nos hospitais crescia, a Hemorrede Pública Estadual de Goiás registrou uma queda de 49% nas doações. Em 2021, esse índice está em torno de 20%. Contudo, de acordo com a diretora-geral do Hemocentro, Denyse Goulart, a demanda de sangue nos hospitais assistidos pela Hemorrede tem crescido gradativamente.

Para ajudar e garantir que a situação não se agrave, moradores do condomínio Aldeia do Vale em Goiânia propuseram que a administração promovesse uma campanha de doação de sangue para os seus associados. Diante do proposto o Núcleo de Eventos da Associação dos Amigos do Residencial Aldeia do Vale (Saalva), juntamente com sua Comissão, organizou a ação junto ao Hemocentro Goiás. A comunidade vai receber no local a unidade móvel do Hemocentro Coord. Professor Nion Albernaz para que os associados possam, de uma maneira mais facilitada, realizar sua doação de sangue.

A Saalva tem como meta mobilizar 60 pessoas para fazer a doação. A expectativa do presidente da Associação, Ovídio Palmeira, é superar esse número, favorecendo o agendamento de uma nova data com o Hemocentro para atender o excedente. “Estamos convidando todos os associados, que estejam aptos a doar, para que agendem e participem. Acredito que muitos vão se sensibilizar, pois é uma ação que pode salvar vidas”, afirmou.

A diretora-geral do Hemocentro, Denyse Goulart, reforça a importância da iniciativa que conta com a parceria da comunidade, por meio do atendimento in loco. “A Unidade Móvel é uma estratégia bastante efetiva na manutenção dos estoques da Hemorrede Pública de Goiás. Em abril, ela representou 19% da produção de toda a Hemorrede”, destaca.

Segurança

Como medida de organização e de proteção sanitária, as doações serão realizadas mediante agendamento no SAC da administração, presencial ou por meio dos telefones, (62) 3265-2018 / 9 9159-5623 (whatsapp), informando o nome, telefone e se tem alguma restrição alimentar. Na unidade móvel do Hemocentro, que receberá a doação do sangue, será aferida a temperatura das pessoas na entrada, que deverão usar máscaras em todos os ambientes, inclusive colaboradores com os devidos EPIs. Também será disponibilizado dispenser de álcool em gel para higienização das mãos e desinfecção rigorosa dos ambientes, após cada atendimento.

Para doar, a pessoa deve ter entre 16 e 60 anos de idade, sendo que menores de 18 anos precisam do consentimento formal dos responsáveis. O doador deve pesar mais de 50kg e apresentar-se com um documento oficial com foto. O Hemocentro indica ainda que pessoas que forem realizar a doação estejam descansadas, terem dormido pelo menos 6 horas, que tenham se alimentado, mas que evitem alimentos gordurosos com, pelo menos, 4 horas de antecedência à doação. Além disso, pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto não devem doar temporariamente, e vacinados contra o Covid-19 devem verificar o tempo de inaptidão.

Leia também:

Comentários