Saúde

Itapaci recebe a Carreta da Prevenção

Unidade cobre região com difícil acesso a exames de alto custo como mamografia preventivo de câncer de colo uterino. Região do Vale do São Patrício está sendo coberta pela atenção da Policlínica Regional de Goianésia

diario da manha

A Unidade Móvel de Prevenção de Câncer de Mama e Colo Uterino fecha essa semana um ciclo de atendimentos a mulheres dos municípios de Itapaci e São Luís do Norte, levando exames de mamografia e Papanicolau para pacientes agendadas pelo Complexo Regulador.

A Carreta da Prevenção, como é chamada a unidade está percorrendo cidades da Região do Vale do São Patrício atendendo mulheres que têm exames agendados em sintonia das Secretarias Municipais de Saúde e a Superintendência de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás.

A previsão é de realizar 270 mamografias e 200 exames cito-patológicos (Papanicolau) até essa sexta-feira. Quando foi confirmada a presença da Carreta da Prevenção para Itapaci as equipes tiveram um prazo curto para agendar com mulheres do município e de São Luís do Norte, explica a secretária de Saúde de Itapaci, Luciana Jacinta Pereira.

“Estamos com nossas equipes muito focadas na campanha de imunização contra o covid-19 e não pudemos atingir mais as mulheres em nosso município. Mas, mesmo assim foi muito bom receber esse benefício do Governo de Goiás em nossa cidade”, frisa.

A faixa etária de mulheres atendidas com mamografia é de 35 anos acima, conforme o protocolo da Policlínica Regional de Goianésia, unidade que a Carreta da Prevenção é vinculada. A própria secretária foi incluída no exame e elogiou as profissionais que a atenderam. “São profissionais muito humanas e atenciosas, o que deixa as pacientes muito à vontade para realizar esses exames”.

A demanda de mulheres por mamografia em Itapaci é de aproximadamente 800 pacientes, o que obriga a Prefeitura a agendar para Goiânia e providenciar transporte para essas pacientes. Luciana disse que aguarda para breve o retorno da Carreta da Prevenção para Itapaci. “Já estamos buscando junto à Secretaria Estadual de Saúde um retorno da unidade Móvel para nossa cidade afim de zerarmos a fila de espera por mamografia”, finaliza.

Leia também:

Comentários