Coronavírus

Estudo aponta estresse pós-traumático em pessoas que venceram o Covid-19

As sequelas podem causar maior ansiedade, síndrome do pânico e depressão

diario da manha

O estudo chinês publicado pelo Neurobiology of Stress apontou que pessoas que se recuperaram do Covid-19 podem desenvolver estresse pós-traumático, e sequelas emocionais.

Os cientistas investigaram como o cérebro das pessoas que venceram a doença reagiu emocionalmente, e chegaram a conclusão que a maioria teve estresse pós-traumático e anormalidade na conectividade cerebral.

A pesquisa foi feita com 50 voluntários que venceram o vírus, após seis meses de retorno para suas casas. Foram feitos exames de ressonância magnética cerebral, análise de bem-estar emocional e comparação com resultados de voluntários que não tiveram a doença.

Os estudiosos diagnosticaram alteração nas funções sensoriais e motoras na maioria dos casos. Os especialistas apontam que é comum desenvolver pós-traumático em razão de acontecimentos que trazem risco à vida, grande impacto emocional ou doenças graves.

Conforme informações do IG Último Segundo, os especialistas apontam que as sequelas podem causar um constante estado de alerta, alterações do sono, irritabilidade, falta de apetite e maior consumo de drogas e bebidas alcoólicas. É tais comportamentos podem gerar ansiedade, síndrome do pânico e depressão.

Leia também:

Comentários