Saúde

Enfermeiro do Hugo recebe Prêmio Anna Nery em Santa Catarina

Profissional do Hospital Estadual de Urgências de Goiás Dr. Valdemiro Cruz foi reconhecido pela estruturação do trabalho de segurança do paciente na unidade

diario da manha
Uriel Resplandes recebe Prêmio Anna Nery, em Santa Catarina Foto: Divulgação/Coren-GO

O coordenador do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente do Hospital Estadual de Urgências de Goiás Dr. Valdemiro Cruz (Hugo), Uriel Moura Resplandes, recebeu nesta semana o Prêmio Anna Nery pelo reconhecimento ao trabalho realizado de estruturação dos procedimentos de segurança do paciente na unidade de saúde.

A premiação veio na décima edição do Prêmio Anna Nery, criado em 2012 pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). “O prêmio é o maior reconhecimento que um enfermeiro pode ter na esfera nacional”, celebra Uriel Resplandes. Ao comentar a premiação, o coordenador do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente do Hugo diz que o troféu é muito importante para ele como profissional.

Os premiados receberam o troféu e a homenagem na quarta-feira, 29 de setembro, durante a realização do 23º Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem (CBCENF), que teve como sede a cidade de São José, na Região Metropolitana de Florianópolis (SC).

De acordo com a Cofen, o Prêmio Anna Nery ganha ainda mais relevância por destacar a atuação de enfermeiros em todo o País no segundo ano de pandemia da Covid-19, que exigiu empenho, dedicação aos pacientes e vitimou 866 profissionais, entre enfermeiros, técnicos e auxiliares.

Premiado em Goiás

Uriel Resplandes foi condecorado com a premiação entre os profissionais que atuam no Estado. Cada Conselho Regional de Enfermagem indica o seu homenageado e o Cofen indica outros cinco nomes. No total, 32 enfermeiros recebem o Prêmio Anna Nery a cada ano por ações que fizeram seu trabalho se destacar.

Uriel Resplandes recebe Prêmio Anna Nery ao lado da presidente do Coren-GO, Edna de Souza Batista, em Santa Catarina
Foto: Divulgação/Coren-GO

O Conselho Regional de Enfermagem de Goiás (Coren-GO) escolheu o coordenador do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente em reconhecimento à estruturação de protocolos e atuação na segurança do paciente da unidade estadual e urgência e emergência.

A presidente do Coren-GO, Edna de Souza Batista, destaca que a atuação de Uriel frente à segurança do paciente proporcionou uma nova forma de atendimento no Hugo.

“A ação fortaleceu os protocolos, processos, fluxos, procedimentos e atividades com foco nas metas internacionais de Segurança do Paciente, observando sempre o atendimento aos requisitos legais e boas práticas de saúde de forma sustentável a fim de satisfazer e atender as expectativas e necessidades dos clientes/pacientes”, enfatiza o Conselho Regional.

Quem foi Anna Nery

A importância de receber o Prêmio Anna Nery começa pelo nome do troféu. Anna Nery – ou Ana Néri – foi a pioneira da enfermagem no Brasil. A baiana de Cachoeira nasceu em dezembro de 1814 e atuou como voluntária no cuidado de feridos na Guerra do Paraguai, que ocorreu entre 1864 e 1870.

“A sensação de receber o prêmio foi de muita felicidade e euforia, mas também de responsabilidade e satisfação. Esse prêmio é representativo. Entendo, ao receber o troféu Anna Nery, que represento toda uma classe de enfermeiros que atua no universo assistencial, que é aquele que recebe os reflexos da qualidade e da segurança do paciente”, diz Uriel.

O coordenador da unidade no Hugo lembra que cabe ao enfermeiro executar todos os protocolos e procedimentos relacionado à assistência direta da pessoa que está internada para receber tratamento hospitalar. “Entendemos que trazer qualidade e focar em segurança do paciente, além de uma boa prática ser imperativo, é uma questão de responsabilidade dos hospitais.”

Estruturação da segurança do paciente

O profissional premiado em Santa Catarina explica que a estruturação das práticas adotadas pelo Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente do Hugo foi realizada em parceria com a diretoria da unidade, “pautado em ferramentas de qualidade e em estudos técnico-científicos do universo da gestão em saúde”. Uriel afirma que essas práticas foram adaptadas à realidade do Hospital Estadual de Urgências de Goiás, “observando sempre a satisfação e o atendimento das necessidades dos nossos pacientes”.

“Não foi fácil e não tem sido fácil estruturar e trabalhar com segurança do paciente em um hospital de grande porte e de alta complexidade com o Hugo é. É extremamente desafiador trabalhar com essa estruturação. Mas, no fim, quando começamos a perceber o resultado, que é um atendimento de melhor qualidade, mais eficiente e efetivo, com um custo menor, ou seja, sustentável e mais seguro para o paciente, entendemos a importância desse reconhecimento e nos sentimos felizes”, pontua Uriel.

Leia também:

Comentários