Saúde

Uma alimentação saudável é a base para se ter saúde e qualidade de vida, diz nutricionista

Para isso é preciso pensar em variedade, equilíbrio, quantidade e na segurança dos alimentos que estão sendo ingeridos

diario da manha
Foto: Pixabay

A alimentação saudável é aquela que garante que seu organismo receba todos os nutrientes de que ele precisa. Para isso é preciso pensar em variedade, equilíbrio, quantidade e na segurança dos alimentos que estão sendo ingeridos.

“Uma alimentação saudável é a base para se ter saúde e qualidade de vida. Se você quiser chegar aos 60, 70 anos com qualidade de vida, você precisa cuidar da sua alimentação”, afirma a nutricionista Maíra Azevedo.

De acordo com a profissional, para uma boa nutrição é necessário dar preferência aos alimentos in natura e minimamente processados. Também é fundamental evitar os ultraprocessados – que passam por maior processamento industrial,

“A verdade é que além dos alimentos naturais serem mais baratos, serão eles que irão fornecer os nutrientes que seu corpo precisa de fato”, explica Maíra.

Por fim, a nutricionista ressalta que para ter saúde e qualidade de vida, as pessoas precisam cuidar do que come. “Podemos comparar nosso corpo com um carro. O que acontece se o dono colocar combustível de procedência duvidosa? Provavelmente o motor do carro vai parar de funcionar ou irá gerar outros problemas. Com nosso corpo é igual quando vemos a alimentação como o combustível”, diz Maíra.

Muitos adultos obesos foram crianças obesas e por essa razão é importante ter um olhar mais cuidadoso para com a alimentação, pois neste inicio da vida há formação, crescimento e desenvolvimento celular, e as informações genéticas são gerenciadas. Nesse sentido, o excesso de peso do individuo pode provocar problemas de saúde.

A farmacêutica Olivia Luiza de Mello Palka Ferreira afirma que sempre foi uma pessoa acima do peso, mas após duas gestações chegou a pesar 136kg e precisou procurar ajuda profissional.

“Apesar de termos informações na ponta das mãos, existem pessoas que estudam especificamente essa área, então, nada melhor que um profissional para te orientar. Devido as orientações nutricionais eu mesma mantenho as minhas taxas de vitaminas normais, não tive outros problemas de saúde por falta de vitaminas e isso se dá devido o acompanhamento nutricional e as suplementações indicadas pelo profissional”, afirma Olivia.

De acordo com a farmacêutica, não é nada fácil admitir que precisamos de ajuda, ainda mais nesse processo de mudança de vida.

“O meu processo começou quando decidi fazer a cirurgia bariátrica e o acompanhamento nutricional começou antes mesmo da cirurgia, pois a mudança na alimentação e nos hábitos de vida precisam acontecer para que a cirurgia tenha o resultado satisfatório. Eu não tinha limites de quantidade, comia muito doce/açúcar, sem horários e regras do que comer. Hoje a quantidade mudou, diminui drasticamente, tenho consciência do que posso ou não comer e não quer dizer que não coma “besteiras” as vezes, mas antes era rotina e hoje é de vez em quando. Meu prato hoje está bem mais colorido. E uma coisa que aprendi com a nutri é descasque mais e desembale menos, pontua.

Olivia conta que atualmente faz acompanhamento multidisciplinar e que a nutricionista é quem mais a ajuda nesse caminho que está percorrendo.

“São inúmeras as melhoras na minha saúde, eu era uma jovem de 27 anos com dores nos joelhos, falta de ar, não conseguia correr e brincar com meus filhos, a auto-estima lá embaixo, essa virada de chave me fez reconhecer uma pessoa que a muito tempo estava escondida. Hoje me cuido com muito mais prazer, tenho ânimo para praticar atividade física e continuar com uma boa alimentação porque não quero perder o que já conquistei”, relata.

Segundo o professor de Educação Física Arnaldo Ferreira de Souza Aguiar, os exercícios físicos têm um papel importante na saúde dos praticantes. “Ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e metabólicas, na reabilitação de lesões musculares e na estética corporal, melhorando significativamente a qualidade de vida das pessoas”, diz.

Arnaldo explica que qualquer pessoa pode praticar atividades físicas, o que pode ser contra indicado são os exercícios que precisam ser prescritos de acordo com as limitações e problemas de saúde do aluno. Por isso, sempre que for fazer exercícios físicos é necessário levar um laudo de liberação médica dizendo que você está em condições de começar um treinamento.

“Sempre que for contratar um profissional da área de Educação Física certifique que seja registrado no Conselho Regional de Educação (Cref), esse é o primeiro passo para saber se o profissional tem formação e conhecimento na área. E com certeza com um profissional qualificado você pode alcançar seus objetivos com mais facilidade e segurança”, destaca o profissional.

De acordo com Olivia, nunca é tarde para se cuidar e se amar.” Não são todos os dias que estamos dispostos a seguir em frete mas recomeçar é sempre melhor que ficar parado.”, afirma.

Leia também:

Comentários