Saúde

Carreta da Prevenção atende durante o Fica

Unidade da Policlínica Estadual de Goiás realiza mamografias e preventivos de câncer de colo uterino. Pacientes contam que novidade veio em boa hora

diario da manha
Foto: Divulgação

Por Hélmiton Prateado

A Unidade Móvel de Prevenção de Câncer de Mama e Colo Uterino da Policlínica de Goiás está atendendo durante toda essa semana em espaço ao lado de onde acontece a 23ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), na Cidade de Goiás.

A Carreta da Prevenção foi instalada ao lado da Praça de Eventos, na margem do Rio Vermelho, e faz parte das promoções para levar atendimento à saúde para a população. A unidade é vinculada à Policlínica Estadual da Região Rio Vermelho, da rede estadual de saúde, e percorre municípios realizando exames de mamografia e preventivo de câncer de colo uterino.

Segundo a diretora-geral da Policlínica, Michelly Ribeiro de Jesus os atendimentos são agendados junto à Secretaria Estadual de Saúde, através do Complexo Regulador e foi grande a procura por exames. “Esse é um serviço móvel de exames de alto custo que sempre é muito bem aceito pela população, principalmente por levar esses procedimentos para mais perto das pacientes, evitando que elas precisem se deslocar para outras cidades”, explica.

A recepcionista Katiane Ferreira Pinto, 47 anos, foi uma das pacientes atendidas na unidade. Casada e mãe de dois filhos ela revela que é a primeira vez que foi submetida a uma mamografia. “Os médicos já me recomendaram fazer como prevenção, mas precisava ir para outra cidade e o agendamento era difícil. Agora, com essa carreta vindo aqui ficou muito fácil”. Ela elogiou o atendimento e a rapidez para fazer os exames. “Tudo é nota 10 e as pessoas que atendem são muito educadas. Nossa cidade ganhou muito com essa Policlínica”, comenta.

A diretora Michelly Ribeiro lembra que as mulheres podem acessar o serviço básico de saúde e marcar exames para outras datas. “A meta é garantir acesso ao maior número de pacientes que poderão fazer o acompanhamento todo ano e garantir uma saúde sempre de excelência e com máxima humanização possível”, finaliza.

Leia também:

Comentários