Home / Saúde

SAÚDE

Preço dos medicamentos deve subir 4,5% neste domingo

O Ministério da Saúde informou, por meio de nota, que o valor é o menor aplicado desde 2020, e que o percentual é uma definção de teto permitido

Unsplash Unsplash

O preço dos medicamentos deve sofrer um reajuste de 4,5% a partir desde domingo, 31, em todo o Brasil.

O percentual foi aprovado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) e publicado na quinta-feira, 28, pelo Diário Oficial da União (DOU).

O Ministério da Saúde informou, por meio de nota, que o valor é o menor aplicado desde 2020, e que o percentual é uma definção de teto permitido.

Farmácias e fabricantes de medicamentos enfrentarão um limite de reajuste de 4,5% nos preços até março do próximo ano, conforme determinação da Câmara de Regulação. O aumento pode ser aplicado de uma só vez ou de forma gradual ao longo do ano.

Além disso, as fabricantes devem assegurar a divulgação dos preços, que não podem exceder os valores máximos estabelecidos e divulgados no portal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A CMED define o ajuste dos preços de medicamentos analisando diversos fatores, incluindo a inflação do último ano, a performance das indústrias farmacêuticas, custos adicionais como o câmbio e a energia elétrica, além da competição de mercado. Esse método de cálculo, adotado desde 2005, visa equilibrar os preços de forma justa tanto para consumidores quanto para produtores

Leia também:

  

edição
do dia

Capa do dia

últimas
notícias

+ notícias