Tech

Polícia Militar de SP estabelece parceria com a Axon

O objetivo é implementar o maior projeto de câmeras corporais e de gestão de evidências digitais da América Latina.

diario da manha

A Axon, líder mundial em tecnologias de segurança pública conectada, anunciou nesta quinta-feira (10), que a Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP) equipou 2.500 policiais com câmeras Axon Body 3 apoiadas pela solução de gerenciamento de evidências digitais, Axon Evidence.

A PMESP é a primeira Força Policial no Brasil a adotar uma tecnologia que integra câmeras corporais a uma plataforma completa de gerenciamento de evidências digitais baseada na nuvem.

A PMESP é a maior Força de Segurança Pública do Brasil, com mais de 90.000 policiais no total. Ao longo dos últimos sete anos, a PMESP vem estudando o uso e os benefícios das cameras corporais, também conhecidas como “Câmeras Operacionais Portáteis”, em parceria com outras forças de segurança pioneiras ao redor do mundo.

A Axon foi selecionada após um processo de licitação internacional no final de 2020 e a implantação operacional completa das 2500 câmeras corporais foi concluída com sucesso em maio de 2021.

“Estamos orgulhosos de oferecer aos nossos policiais o equipamento mais avançado disponível no mercado atualmente” declarou o Coronel Francisco Cangerana, Diretor de Tecnologia da Polícia Militar do Estado de São Paulo. “Esse projeto é parte de um programa maior de modernização liderado pela Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) e posiciona São Paulo no mesmo nível das Forças Policiais mais avançadas tecnologicamente do mundo”.

O Coronel Robson Cabanas, Gerente do projeto de implantação das body cameras na Polícia Militar do Estado de São Paulo, destacou algumas das características com as quais a Polícia está mais entusiasmada nessa implementação.

“São Paulo será o primeiro usuário da função ‘Video Recall’ em câmeras corporais em todo o mundo, permitindo que os líderes da Polícia revisem as evidências após quaisquer incidentes, mesmo que a câmera não tenha sido ativada. Isto permitirá ainda mais transparência e uma maior prestação de contas da Força Policial”, afirma Robson.

“Estamos entusiasmados com a parceria estabelecida com a Polícia Militar do Estado de São Paulo para implementar o maior projeto de câmeras corporais e gestão de evidências digitais na América Latina atualmente”, disse o Diretor Geral da Axon, Canadá & América Latina, Vishal Dhir, continua.

“Esta aquisição, demonstra a dedicação da PMESP em fazer uso das últimas tecnologias para aumentar a segurança dos policiais e da comunidade, colocando-os na vanguarda do progresso da Tecnologia para a Segurança Pública”, completa.

A Política Militar do Estado de São Paulo é também a maior Polícia Estadual da América Latina a equipar seus policiais com dispositivos TASER ou Armas de Incapacitação Neuromuscular, com são categorizados pelo Governo Brasileiro, tendo implementado unidades adicionais do TASER X2 ao final de 2020.

Para saber mais sobre a rede Axon, acesse: https://br.axon.com/.

Comentários