Anápolis

Mulher reage a assalto, agarra na porta de carro e é arrastada

diario da manha
Foto: Reprodução

Na última quarta-feira (16/10), uma mulher reagiu a um assalto, agarrou na porta do carro, foi arrastada por alguns metros e depois caiu no chão, em Anápolis, na Região Central do estado. A servidora pública, Tatiane Mendonça, de 39 anos, está internada para tratar os ferimentos que sofreu. Câmeras de segurança registraram o momento em que ela tem o carro levado.

A mulher havia acabado de chegar onde trabalha, na cidade de Goiânia, quando foi abordada. Ela afirma que reagiu depois que o homem pediu a chave do carro. Os dois brigaram e, em seguida, o homem conseguiu fugir levando o veículo. O vídeo mostra a vítima pendurada na porta sendo arrastada para tentar evitar o roubo.

O crime aconteceu por volta das 6h30. A vítima foi abordada quando estava próxima ao carro. Nas imagens é possível ver quando um homem de camisa cinza e calça jeans, puxa a bolsa dela e a derruba no chão.

A mulher se levanta e tenta segurar ele, que pega a bolsa e abre a porta do carro. Novamente, a vítima tenta parar o homem e até rasga a camisa dele. Então, ele empurra ela uma última vez e consegue entrar no carro.

Nesse momento, quatro homens apareceram correndo e tentaram ajudá-la, mas não conseguiram evitar que o ladrão saísse com o carro. O homem ainda bateu em outros dois carros ao tentar fugir.

Vítima afirma que agiu por impulso ao reagir a assalto

Tatiane Mendonça revela que agiu por impulso e que, não aconselha outras pessoas a fazerem o mesmo, em situações semelhantes.”Foi uma reação impensada, não recomendo para ninguém. Foi instinto”, afirma.

A vítima quebrou o nariz e terá que passar por uma cirurgia. Além disso, fraturou um osso do rosto e o pé direito. Tatiane preferiu não ver o vídeo, mas afirma que se lembra bem do que aconteceu.

“Ele me bateu, jogou minha cabeça no volante, me deu vários chutes. Ele entrou dentro do carro e eu fiquei com a metade do corpo para fora e ele me arrastou e me jogou contra uma moto em movimento”, revela a servidora pública.

Tatiane está internada em um hospital particular de Anápolis e não tem previsão de alta. Após reagir, ela conseguiu evitar que a bolsa fosse levada. Porém, o veículo foi roubado e não tinha seguro. A polícia procura pelo criminoso.

Com informações do G1

Comentários