Brasil

UnB: Estudante de 21 anos morre em campus

A Reitoria da Universidade declarou luto oficial de três dias pelo falecimento do jovem

diario da manha
Foto: Raquel Aviani/ Secom UnB

Um estudante de 21 anos morreu nesta última sexta-feira (20/9) no campus Darcy Ribeiro da Universidade de Brasília, em Asa Norte (UnB). Segundo a Assessoria de Comunicação da UnB, o jovem cursava Letras e ainda estava vivo quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao local, próximo à Reitoria da faculdade.

Os paramédicos tentaram reanimá-lo por 25 minutos, mas ele não resistiu. A faculdade está investigando o caso, que segundo o Corpo de Bombeiros, o estudante tirou a própria vida. “Equipes da administração da Universidade e forças de segurança estão apurando as exatas circunstâncias do ocorrido”, declarou a UnB através de nota assinada pela reitora e o vice-reitor, Márcia Abrahão e Enrique Huelva.

“A Universidade está em contato com a família, por meio da Diretoria de Atenção à Saúde da Comunidade Universitária, do Decanato de Assuntos Comunitários (Dasu/DAC), para prestar assistência. Nos solidarizamos com a família, amigos e colegas do estudante. Desejamos que todos possam encontrar conforto neste momento de tanta dor”, disse ainda a nota da faculdade.

A Reitoria da Universidade declarou luto oficial de três dias, em manifestação de profundo pesar pelo falecimento do estudante, a partir deste sábado (21/9). As atividades acadêmicas e administrativas não serão suspensas no período.

UnB tem rede de apoio à saúde mental para estudantes e comunidade acadêmica

A UnB possui uma rede de apoio que trabalha com a saúde mental destinado à estudantes e toda a comunidade acadêmica. Como forma de estruturar o acolhimento e o atendimento, a faculdade criou este ano, a Diretoria de Atenção à Saúde da Comunidade Universitária, vinculada ao Dasu/DAC.

“A Dasu vem organizando sua atuação a partir do conceito de universidades promotoras de saúde e, entre as ações já iniciadas, está a realização de rodas de terapia comunitária, a cada 15 dias”, contou a Universidade de Brasília.

Comentários